em , ,

NOS Primavera Sound: Rosalía, o prato forte do último dia do festival

A artista espanhola Rosalía é o cabeça de cartaz do último de três dias do festival Primavera Sound, no Parque da Cidade, no Porto.

Além da autora de “Malamente”, a oitava edição do evento conta ainda com atuações de Erykah Badu, Mogwai, Nina Kraviz e Modeselektor, entre outros nomes, como a portuguesa Lena D’Água (17:00) e a DJ Jackie (23:00).

Rosalía estreia-se em Portugal no NOS Primavera Sound, assumindo honras de principal destaque. “El Mal Querer” é o segundo álbum de originais desta cantora de 25 anos que dá um toque moderno ao flamenco. Foi editado em novembro e rapidamente considerado um dos mais surpreendes de 2018.

Com co-produção de El Guincho, o novo trabalho revira o flamenco em património que não é um fim em si mesmo, antes um imenso ponto de partida para múltiplas possibilidades — desde citações de Justin Timberlake (Bagdad) a batidas mutantes que “samplam” o motor de uma mota (De aquí no sales). O aventureirismo valeu-lhe aclamação em Espanha e noutros países, mas também críticas dos sectores mais conservadores e puristas do flamenco.

No último dia, que arranca com os portugueses O Terno e terá ainda Lena d’Água e Primeira Dama, vão atuar nomes como a norte-americana Lucy Dacus, o brasileiro Jorge Ben Jor ou a poetisa inglesa Kate Tempest.

O dia mistura o rock dos norte-americanos Guided by Voices, autores de “Game of Pricks”, com a banda Hop Along que oferece uma ampla gama estilística e um discurso feminista autoritário. Vem apresentar “Bark Your Head off, Dog”, editado em 2018.

A ativista norte-americana Erykah Badu traz “Mama’s Gun”, editado em 2000. O regresso da cantora e compositora de 47 anos nascida em Dallas, no estado do Texas, que tem como nome de batismo Erica Abi Wright, também é conhecida como “rainha do neo soul” devido à mistura de R&B com hip-hop, funk e jazz, que a notabilizou na segunda metade dos anos 1990 e primeira metade dos anos 2000.

Enquadrada muitas vezes no mesmo campo musical do cantor D’Angelo, Erykah Badu foi autora de discos como “Baduizm” ou “Worldwide Underground” e de canções como “On & On”, “Bag Lady”, “Didn’t Cha Know?” e “Love of My Life”. O último concerto da cantora em Portugal tinha acontecido em 2012, no Cascais Music Festival.

O americano Yves Tumor atuam já depois da meia noite, mostrando o melhor que se faz em Miami, apresentando o novo disco, “Safe in the Hands of Love”, enquanto a música eletrónica, com presença significativa no certame, marca as últimas horas de festival, com Boddika ou Nina Kraviz, esta última artista a tocar, já pelas 04:00 de domingo.

A oitava edição do NOS Primavera Sound no Porto arrancou na quinta-feira, com concertos de Stereolab ou Solange, com J. Balvin, Interpol, James Blake ou Mura Masa a subirem ao palco na sexta-feira.

Veja aqui os horários dos concertos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

IMG-0026

“Toda mi gente se mueve”: a festa latina de J. Balvin no NOS Primavera Sound

Só na PlayStation

Só na PlayStation