in ,

“Mary Shelley”, o filme sobre a escritora de Frankenstein estreia a 28 Junho

“Mary Shelley”, o filme sobre a escritora de Frankenstein estreia a 28 Junho

No ano em que se celebram 200 anos da publicação de uma das mais relevantes obras literárias, estreia em Portugal “Mary Shelley” pela mão de Haifaa Al-Mansour, realizadora saudita de “O Sonho de Wadjda”, com Elle Fanning no principal papel. O filme estreia a 28 Junho.

Mary Shelley, escritora inglesa, filha de escritores, de pai filósofo e de mãe feminista viveu a sua vida entre a intensa produção literária e a organização da obra do que viria a ser seu marido, o famoso poeta inglês Percy Shelley.
Com apenas 19 anos Mary Shelley escreveu “Frankenstein”, considerado o primeiro livro de ficção cientifica da história da literatura, cuja publicação em 1818 ocorreria sem qualquer indicação da sua autoria, sendo esta conhecida apenas 5 anos depois por ocasião da segunda edição.
Apesar das críticas, o livro teve sucesso imediato tendo dado origem a inúmeras peças, alguns filmes e a muitas reedições.

Uma historia de amor entre o mais conhecido poeta romântico inglês (na altura casado) e uma jovem escritora gótica unidos pelo amor às letras e pelas ideias progressivas e liberais defendidas pelo pai de Mary Shelley, o filósofo William Godwin.
 
Sinopse de “Mary Shelley”:
MARY SHELLEY conta a história de Mary Wollstonecraft Godwin (Elle Fanning) – autora de “Frankenstein”, um dos romances góticos mais famosos de sempre – e a sua intensa e tempestuosa relação com o conhecido poeta romântico Percy Blysshe Shelley (Douglas Booth).
Os dois sentem-se marginais em espirito, afastados da sociedade opressiva e controladora onde vivem, mas unidos por uma química natural e ideias progressivas que vão muito além dos limites da sua era e idade.
Mary e Percy apaixonam-se, e para horror da família de Mary, decidem fugir juntos.
Durante a sua estadia na casa de Lord Byron (Tom Sturridge) no Lago Genebra, onde a relação entre eles vai ficando mais tensa e complicada, a ideia para a criação de Frankestein toma forma quando um desafio é lançado a todos os hóspedes para criarem um conto de terror.
Assim é criada uma personagem incrível, cujo legado vai impor-se sobre a cultura popular durante os séculos seguintes. No entanto, a sociedade daquele tempo não está ainda preparada para aceitar e reconhecer o valor de mulheres escritoras, e com apenas 18 anos Mary é forçada a confrontar-se com estes preconceitos, tanto para proteger o seu trabalho como para forjar a sua identidade.

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Festival Santa Casa Alfama 2018 adiciona 11 atuações ao seu cartaz

Crítica Cinema – “Missão: Impossível – Fallout”

DJ Ride interpreta o som do novo “Missão: Impossível – Fallout” no Rock in Rio