in , ,

Marvel’s Spider-Man: Miles Morales (Playstation 4 e 5) | Análise Gaming

milesmorales_hero_ps5

Um dos grandes exclusivos da Sony para o final deste ano e para o lançamento da nova Playstation 5, é o Marvel’s Spider-Man: Miles Morales. Conheça a nossa opinião sobre o jogo, mais especificamente da versão de PS4.

Marvel’s Spider-Man: Miles Morales é a continuação lógica da história iniciada em Marvel’s Spider-Man em 2018, exclusivamente na PS4. Depois de termos tido contacto directo com Miles Morales no jogo em que o Spider-Man de Peter Parker era o pilar e o herói de Nova Iorque, agora em 2020 podemos ver como é que Miles Morales se consegue safar sendo ele o principal salvador da cidade e da população.

MSM_MilesMorales_PS5_Spider-Men

Marvel’s Spider-Man: Miles Morales já se encontra nas lojas para PS4 e PS5, sendo que esta nossa análise realça a nossa experiência em exclusivo com a versão de PS4. Já temos acesso à versão de PS5, mas por algum motivo, não conseguimos importar o nosso save da PS4 para a PS5. Parece ser um problema apenas nosso, portanto em princípio não terão de se preocupar em iniciar a campanha do jogo na PS4 e depois transferi-la para a PS5.

Nesta nova aventura do universo de Marvel’s Spider-Man, o adolescente Miles Morales adapta-se ao seu novo bairro Harlem ao mesmo tempo que segue as pisadas do seu mentor, Peter Parker, para se tornar no novo Spider-Man. Mas, quando uma feroz disputa pelo poder ameaça destruir o seu novo lar, o aspirante a herói percebe que, com grande poder, vem também grande responsabilidade. Para salvar toda a Nova Iorque da Marvel, Miles tem de assumir o papel de Spider-Man.

MSM_MilesMorales_PS5_Miles_Subway

Marvel’s Spider-Man: Miles Morales apresenta-nos uma narrativa muito envolvente em que somos confrontados com questões válidas para Miles e para nós como jogadores. Qualquer história que envolve o Spider-Man tem sempre o peso da responsabilidade que os seus poderes trazem, e aqui não é excepção. Miles é mais novo que Peter Parker, e está agora a dar os primeiros passos como Spider-Man e, portanto, essa aprendizagem é necessária neste período inicial. A história contada aqui é mais humana e mais assente na terra e talvez tenha sido por isso que nos conseguimos relacionar mais com Miles do que o que nos aconteceu no original com Peter, e mais não dizemos para não estragar a experiência da campanha.

Em termos de jogabilidade, o jogo não foge muito do que estaríamos à espera. Contando com menos gadgets que Peter, Miles consegue desembaraçar-se tão bem como o seu colega no combate com os inimigos. Isso deve-se não só a sua capacidade física, mas também aos poderes Venom de bioelectricidade que ele consegue adquirir no jogo, fazendo lembrar os poderes de Cole na série inFamous.

MSM_MilesMorales_PS5_Iconic_Swing

Graficamente o jogo continua fantástico para o hardware da PS4 (se bem que na PS5 é bastante superior), não tendo encontrado grandes problemas nesse campo. Musicalmente o jogo representa bem o que Miles Morales significa como Spider-Man. Miles é alguém mais ligado com a humanidade e mais rítmico do que Peter, e a banda-sonora reflete isso.

Marvel’s Spider-Man: Miles Morales diverte e entretêm em todos os momentos, até mesmo nas missões secundárias como encontrar gatos espalhados por Nova Iorque. Continua a ser fantástico percorrer as ruas da Grande Maça com as nossas teias e sentir a pulsação da cidade.

Marvel’s Spider-Man: Miles Morales é um jogo mais curto e compacto que o Spider-Man de 2018, mas isso acaba por jogar em diversas partes a seu favor, isto porque Marvel’s Spider-Man: Miles Morales oferece uma história mais história mais concentrada e com um pacing mais eficaz e veloz. Nesta campanha já não existem missões com personagens que não queremos controlar (apenas jogamos com Miles como Spider-Man) nem perdemos tempo com missões desnecessárias.

MSM_MilesMorales_PS5_Tinkerer

Apesar disto, pode ser o que recebemos de conteúdo em relação ao preço do jogo tem de ser visto aqui como um ponto negativo. A maior parte dos jogadores irão chegar ao final da história rapidamente. Terminamos a história em menos de dois dias, sendo que o tempo dispensado exclusivamente para a campanha não deve ter sido mais do que 6, 7 horas. Em comparação com o original são ainda umas 10, 12 horas a menos na campanha. No entanto, se quiserem terminar o jogo a 100% continuam a ter, tal como no original, muitos troféus, fatos e habilidades para desbloquear, e para além disso ainda terão o New Game +, oferecendo assim mais horas de jogo.

O que recomendamos a quem estiver interessado no jogo e em jogá-lo especificamente na PS5 é que comprem a versão definitiva do jogo, que por mais 20€ inclui o Marvel’s Spider-Man de 2018 remasterizado. Se ainda não o jogarem, este pacote é claramente a melhor opção em termos de qualidade/preço. Se já jogaram o original e gostaram, acredito que irão gostar desta versão remasterizada, porque do que já podemos jogar, notam-se diferenças significativas no aspecto gráfico do jogo e não só. A possibilidade de poder explorar Nova Iorque a 60fps mantendo a fidelidade gráfica que a PS5 e esta versão remasterizada oferece é bastante gratificante.

 

Marvel’s Spider-Man: Miles Morales é uma clara sucessão ao jogo de 2018, e é impossível defraudar as expectativas de quem gostou do original. Apesar de ser um jogo mais curto, é também em simultâneo um jogo mais focado e consegue agarrar-nos à história de melhor forma do que o original. Para além disso, Miles Morales mostra que o hardware da PS4 ainda consegue oferecer grandes experiências, e isso deverá acontecer ainda nos próximos meses, mesmo com alguns compromissos técnicos. E uma coisa é certa: vamos voltar a Marvel’s Spider-Man: Miles Morales muito em breve!

 

Marvel's Spider-Man: Miles Morales (Playstation 4 e 5) | Análise Gaming | CA Notícias
Marvel's Spider-Man: Miles Morales (Playstation 4 e 5) | Análise Gaming | CA Notícias

Um dos grandes exclusivos da Sony para o final deste ano e para o lançamento da nova Playstation 5, é o Marvel’s Spider-Man: Miles Morales. Conheça a nossa opinião sobre o jogo, mais especificamente da versão de PS4.

Product In-Stock: InStock

Avaliação do editor:
4.5
"Narcos: México": Bad Bunny vai participar na terceira temporada da série da Netflix | CA Notícias

“Narcos: México”: Bad Bunny vai participar na terceira temporada da série da Netflix

Filme "Listen" de Ana Rocha de Sousa é o candidato de Portugal aos Óscares | CA Notícias

Filme “Listen” de Ana Rocha de Sousa é o candidato de Portugal aos Óscares