in

Já vimos “Lupin”, a nova série francesa da Netflix bem ao estilo de “La Casa de Papel”

A série “Lupin” estreou esta sexta-feira, dia 8 de janeiro, na Netflix. O CA Notícias já viu todos os episódios e conta-lhe o pode esperar da nova produção do serviço de streaming.

lupin,série,francesa,netflix,la casa de papel, Já vimos “Lupin”, a nova série francesa da Netflix bem ao estilo de “La Casa de Papel”
Netflix

Criada por George Kay e protagonizado por Omar Sy, “Lupin” estreou esta sexta-feira, dia 8 de janeiro, na Netflix e o CA Notícias viu todos os episódios da primeira temporada. O elenco da série conta com ainda com Ludivine Sagnier, Shirine Boutella, Nicole Garcia, Clotilde Hesme, Soufiane Guerrab, Antoine Gouy e Hervé Pierre.

Habituados aos planos detalhados, orquestrados pelo Professor, fintando as autoridades em todos os momentos mais críticos, em “La Casa de Papel”, a nova série francesa irá apaixonar certamente todos os fãs do maior assalto ao banco de Espanha.

Ao longo dos 10 episódios, “Lupin” conta a história de um imigrante vindo do Senegal Assane Diop (Omar Sy). Ao contrário da equipa do Professor, a ideia aqui nada tem haver com dinheiro, mas sim vingar por um crime que seu pai nunca o cometeu. Ainda assim, para chegar à verdade, todo o seu primeiro grande roubo já estava planeado: Assane pretendia roubar um colar que pertenceu à rainha e que estava para ser leiloado no Museu do Louvre, um dos museus mais seguros do mundo. Mas como é que ia conseguiu entrar? Nada mais como ser um empregado de limpeza e ter acesso ao que tanto pretendia.

lupin,série,francesa,netflix,la casa de papel, Já vimos “Lupin”, a nova série francesa da Netflix bem ao estilo de “La Casa de Papel”
Netflix

Peça por peça vai-se entender toda a sua motivação e como um plano poder ser brilhante tal como Arsène Lupin – uma personagem francesa criada por Maurice Leblanc, em que este ladrão cavalheiro é conhecido pelo seu talento em usar disfarces e mudar de identidade para cometer os seus delitos.

A história desenvolve-se intercalado com flashbacks da vida passada de Assane e os acontecimentos após o roubo. Sempre um passo à frente da polícia, em que a investigação volta sempre à estaca zero, existe um membro das autoridades, fã de Arsène Lupin, que começa a identificar alguns elementos do roubo presente no livro de Maurice LeBlanc.

Além da versatilidade da personagem em adaptar-se às diferentes situações, o criador da série francesa leva também até aos espectadores questões como o racismo, ainda bem presente na sociedade: o desprezo e o preconceito por um povo que merece a nossa atenção.

Episódio atrás de episódio, Assane Diop deixa-nos cada vez mais curioso e colados ao ecrã para ver o que o famoso ladrão cavalheiro tem preparado para conseguiu desmentir um crime do seu pai que nunca aconteceu há 25 anos atrás.

VEJA O TRAILER:

, Burger King mudou de imagem

Burger King mudou de imagem

, Malcolm & Marie | Trailer oficial | Netflix

Malcolm & Marie | Trailer oficial | Netflix