em

Luís Represas esgota Casa da Música com concerto a 23 de novembro

Concerto acontece depois de esgotar o Coliseu de Lisboa e de ver o seu mais recente álbum, “Boa Hora”, ser considerado o melhor do ano, pela SPA.

Passaram mais de 40 anos desde que Luis Represas chegou à música portuguesa e para sorte de todos, nunca mais de lá saiu. Primeiro, com os incontornáveis Trovante e a partir de 1992, a solo, tornou-se numa das mais consensuais e queridas personagens do panorama da música ligeira nacional e por cá vai ficar como mostra o seu último disco “Boa Hora” que irá mostrar à cidade invicta, dia 23 de Novembro, na Casa da Música.

Para além de “Boa Hora”, disco aclamado pela crítica e galardoado com o Prémio Pedro Osório, da SPA, destinado ao melhor trabalho discográfico do ano, Luís Represas fará questão de passar em revista alguns dos seus maiores sucessos. Por isso, não será de estranhar se o cantautor regressar a 1993 para cantar o célebre “Feiticeira” ou ao ano de 2003 para interpretar “Da Próxima Vez”, temas que serão certamente cantados a uma só voz pelo público a norte.

Será por isso, sem dúvida, um espectáculo a não perder. Os bilhetes já estão à venda em www.ticketline.pt, nas bilheteiras da Casa da Música e nos locais habituais, pelo preço único de 25€.

Luís Represas esgota Casa da Música com concerto a 23 de novembro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

libertadores flamengo riverplate

Libertadores – Saiba mais sobre a final que opõe Flamengo x River Plate

Novidades de dezembro

Estas são as novidades que chegarão à Netflix em dezembro