in , ,

Julia Holter, PAULi. e Childhood no Vodafone Mexefest

Vodafone Mexefest, Julia Holter, PAULi. e Childhood no Vodafone Mexefest

Nos dias 24 e 25 de Novembro, o Vodafone Mexefest regressa à Avenida da Liberdade para mexer com a cidade de Lisboa. Depois de Charles Bradley, Cigarettes After Sex, Aldous Harding, Destroyer e Valete, há mais nomes confirmados: a elegância indie de Julia Holter, o multifacetado talento de PAULi e o rock nostálgico dos Childhood.


A voz delicada de Julia Holter dá corpo às angústias da sua geração, à dificuldade das relações dos dias de hoje, mas também a tudo aquilo que há de mais poético nessa dificuldade. A música desta norte-americana é feita de alguns contrastes que geram encantamento no público. Se, por um lado, há uma urgência geracional, por outro há uma certa toada clássica, que Julia transporta na voz; as melodias mais densas e arrojadas contrastam com a delicadeza e a doçura do timbre desta norte-americana. Desde a estreia em 2011 com “Tragedy”, Julia nunca mais parou de conquistar público e crítica. Em 2013 editou “Have You in My Wilderness”, um disco que inclui pérolas como “Feel You” ou “Sea Calls Me Home”. A influência de vozes como Laurie Anderson, Julianna Barwick, Kate Bush ou Joanna Newsom não tiram originalidade a Julia Holter, que promete trazer todo o seu charme à Avenida da Liberdade em Lisboa.

‘Feel You’:

PAULi nasceu em Londres, mas fixou-se em Brooklyn, um dos centros nevrálgicos da melhor música da atualidade. Às vezes na sombra, outras vezes no centro do palco, ele é um desses bons exemplos de talento. Diretor musical de artistas como Jamie XX ou FKA Twigs e percussionista de Damon Albarn, Gorillaz e Bobby Womack, PAULi também se aventura a solo, tendo levado a sua proposta musical a alguns dos melhores palcos de todo o mundo. O seu espetáculo faz-se da eletrónica que domina, da sua faceta enquanto songwriter e do seu talento como multinstrumentista. O próximo EP está previsto para outubro deste ano, antecipando um disco que sairá na primavera de 2018.

‘Believe in Me’:

De guitarras em punho e com um gosto especial pela nostalgia, os Childhood enchem a sua música de um espírito groove e funk que nos transporta para a década de 1970. Mas há mais influências nas canções da banda inglesa: conseguimos ouvir electro pop, indie, R&B e dream pop no novo disco, “Universal High”, editado em 2017 e sucessor do bem-sucedido disco de estreia: “Lacuna”. Os Childhood prometem conquistar o público português com canções tão contagiantes como “Californian Light” ou “A. M. D.”.

‘Californian Light’:

Mais novidades a anunciar brevemente.

Confirmados:

Charles Bradley & His Extraordinaires, Cigarettes After Sex, Aldous Harding, Destroyer, Valete, Julia Holter, PAULi, Childhood

 

Passe único dois dias:

Até 31 de Agosto: 40€
Até 23 de novembro: 45€
Nos dias do Festival: 50€

 

Poderá comprar os bilhetes aqui :

, PUTZGRILLA lançam o single “Avacalhar” no dia 01 de setembro

PUTZGRILLA lançam o single “Avacalhar” no dia 01 de setembro

, Belenenses: Andric ainda sem resolução

Belenenses: Andric ainda sem resolução