in

Filipe Mendes: “Este é o clube do meu coração”

, Filipe Mendes: “Este é o clube do meu coração”

Filipe Mendes está de volta ao Restelo e falou à equipa de comunicação da SAD.

Filipe Mendes mudou-se no final da temporada passada para o Real Massamá, emblema que representou nos últimos seis meses, mas garante que apesar de ter saído com alguma mágoa, nunca deixou de acompanhar o Clube, algo que já faz desde criança.

Neste regresso Filipe Mendes, quer jogar com regularidade e manter-se afastado de lesões e assim ajudar a equipa a alcançar a melhor classificação possível no que resta das competições, começando já frente ao Moreirense com um vitória.

[su_quote]Filipe Mendes está de regresso ao Restelo. Depois do empréstimo ao Real Massamá, onde sofreu apenas dois golos nos 13 jogos realizados, o guardião, que vai para a quinta temporada ao serviço do Belenenses, confessa ser um regresso a casa e um orgulho poder voltar a vestir a camisola da Cruz de Cristo. Já em estágio com a equipa, não esconde a alegria de reencontrar velhos amigos no clube do coração, de onde sente nunca ter saído. E dá o mote para o jogo de quinta-feira: “Quem representa o Belenenses, sabe que só pode ter ambição de vencer!”

Depois do empréstimo ao Real Massamá na primeira metade da temporada, como vês este regresso ao Belenenses?
– Com muito agrado e satisfação. Sinto que, às vezes, vale a pena dar um passo atrás para depois dar dois em frente. Acredito que, com muito trabalho e dedicação, as coisas aparecem naturalmente.

Não deixaste de acompanhar a equipa?
– Nunca. Já acompanho o Belenenses desde a minha infância e agora não é diferente. É um clube que me diz muito e também à minha família. Claro que este amor ainda ficou mais forte a partir de 2012, altura em que tive a felicidade de assinar pelo Belenenses.

O que te fez voltar?
– Quando fui emprestado no inicio da época, fiquei com alguma mágoa, mas agora surgiu esta oportunidade e não hesitei. O interesse que demonstraram, sobretudo o presidente Rui Pedro Soares que falou comigo, foi fundamental no meu regresso.

Em 13 jogos nesta época, sofreste apenas dois golos. Este registo e as boas exibições também foram fundamentais para este regresso?
– Penso que esse registo é fruto de um trabalho diário e da qualidade da equipa. O meu objetivo sempre foi ajudar a equipa e penso que foi bem conseguido. Por outro lado, acredito que o facto de as coisas me estarem a correr bem em Massamá também teve influência.

Esta é a quinta temporada consecutiva ao serviço do Belenenses. Pode-se dizer que voltaste a casa?
– Sim, esta é a minha casa. Sinto-me muito bem no Belenenses e tudo farei para continuar por mais épocas.

O que representa voltares a vestir esta camisola?
– É sempre um grande orgulho vestir esta camisola. Este é o clube do meu coração, da minha família e há-de ser também o dos meus filhos.

Aos 31 anos, a tua experiência é uma mais-valia para a equipa?
– Espero que assim seja! Depois da minha passagem pelo Real, sinto que sou um jogador mais maduro. Estou no Belenenses de corpo e alma e quero ser mais um para ajudar a alcançar todos os objetivos.

Como foi a receção?
– Fui muito bem recebido. Tenho aqui muitos amigos e felizmente voltei a encontrá-los. Sinto que estou cá desde o início, porque nunca deixei de estar em contacto. Por norma, as pessoas são sempre bem recebidas nesta casa. Faz parte da nossa cultura.

Este mini-estágio é importante para a tua reintegração e para reforçar o espírito de grupo?
– Os estágios são sempre bons para fortalecer o espírito de grupo. Passamos mais tempo com os nossos colegas e, assim, também podemos conhecermo-nos melhor.

Um estágio que antecede o último jogo do Belenenses em 2016, na próxima quinta-feira, frente ao Moreirense, para a 2.a jornada da fase de grupos da Taça CTT. Que antevisão fazes para esta partida?
– Quem representa o Belenenses, sabe que só pode ter ambição de vencer e para este jogo não será diferente. Depois do empate com o FC Porto (0-0), podemos ter aqui uma oportunidade de fazer história e passar às meias-finais. Só dependemos de nós, por isso vamos atrás disso.

O que esperas para 2017?
– No plano individual, espero jogar e não ter nenhuma lesão. Coletivamente, espero que o Belenenses consiga alcançar a melhor classificação possível. O plantel tem muita qualidade, por isso acredito que estamos no bom caminho.[/su_quote]

, PlayStation anuncia novos torneios com prémios da Nacom

PlayStation anuncia novos torneios com prémios da Nacom

, Deftones no 23º Super Bock Super Rock

Deftones no 23º Super Bock Super Rock