in , ,

FIFA 21 (Playstation 4) | Análise Gaming

mbappe-fifa-21-psg

FIFA 21 já está nas lojas e chega na altura certa da época. Será que esta versão nos surpreendeu ou manteve-se tudo igual? Saiba a nossa opinião nesta análise da versão Playstation 4.

Com as bancadas despidas, a época futebolística 2019/20 conseguiu chegar ao seu destino num 2020 que foi (e continua a ser) um dos anos mais característicos de sempre, com o mundo assolado por uma pandemia que teima em não desaparecer.

Não só o mundo de futebol conseguiu acabar a época anterior, como já foi iniciada a nova. E nova época rima com novo FIFA. Bem, não rima efectivamente, mas percebem o que quero dizer. Sempre que há uma nova época futebolística, sabemos que iremos ter um FIFA nas bancas das lojas.

1SNV1AyybsML1mIGxcGhLKvv

Então e o que é que o FIFA 21 nos trás de novo? Bem, dentro de campo, pouco. Isto é, existem melhorias na jogabilidade que a longo termo fazem a diferença, mas que não se notam tanto ao primeiro olhar. As novidades introduzidas na jogabilidade prendem-se com aquilo a que a EA Sports denomina de Agile Dribbling, Creative Runs e Position Awareness. São três pontos fundamentais que acabam por ter a sua influência em jogo, mas que não revolucionam o futebol de FIFA. Quem esperava por mudanças drásticas em FIFA 21, poderá sair desiludido.

KrIo2ijGQd9t4GX3vKeNw2al

No entanto, estas mudanças são importantes para trazer nova vivacidade ao jogo e para o diferenciar do jogo passado. O Agile Dribbling permite que tenhamos ainda maior controlo da bola com um simples pressionar de R1 enquanto driblamos com a bola. O Creative Runs é o sistema que facilita as desmarcações dos colegas, dando a liberdade de podermos controlar as suas corridas exactamente para onde queremos. Para isso basta carregar em L1 e depois apontar com o analógico direito. O Position Awareness, por seu lado, é uma novidade ao nível da IA, que fornece aos jogadores dentro de campo uma melhor noção do que se passa em campo e esse maior conhecimento ou sensibilidade advém das qualidades que a EA Sports atribuí a cada um dos jogadores.

h8tqAJbzFiGAZJj5Z2VsYpkJ

Para além destas introduções, mais aspectos foram retocados, nomeadamente o sistema de colisões, que faz com que o jogo seja mais natural e fluído (e com que os árbitros apitem bem menos neste FIFA 21) e os cruzamentos/passes longos que agora são mais difíceis de os executar, mas quando bem feitos podem criar boas situações de ataque.

No campo, FIFA 21 é, na minha opinião, um jogo mais competente que o do ano passado, e isso é alcançado devido às mudanças que referi anteriormente, e também dum jogo um pouco mais pausado e pensado do que era na iteração anterior. A jogabilidade continua a sofrer dos problemas do passado, e dificilmente se livrará deles até que mude o jogo na sua raíz, algo que esperamos que aconteça com a entrada das consolas de nova geração.

dFDkL5DNwqHoOU1o3kkzYSVm

Fora de campo é que FIFA 21 brilha. Foi quase sempre assim, principalmente se o compararmos com o seu rival PES, mas neste ano a EA Sports decidiu “lavar” a cara de alguns dos seus modos de jogo. Começo a discussão dos modos de jogo de FIFA 21 pelo mais jogado (e mais rentável): o Ultimate Team. Continua a ser viciante, continua a mesma correria de sempre, mas todos os anos nos consegue agarrar. Este ano temos a novidade de podermos jogar em Co-Op com mais um amigo, aumentando assim as possibilidades de diversão do Ultimate Team. Em Co-Op é possível jogar tanto Division Rivals, Squad Battles ou Friendlies, sendo que as recompensas são distribuídas entre os dois jogadores. É também possível desta vez customizar o estádio e toda a experiência à volta do mesmo. Um detalhe interessante.

Em relação ao Modo Carreira, a EA Sports tentou recriar um pouco a experiência que a Sports Interactive nos oferece anualmente com Football Manager, com a introdução de Simulações de Jogos Interactivas, em que podemos entrar e sair do jogo durante as partidas para influenciar o resultado, podendo controlar a equipa em momentos importantes ou então fazer mudanças na equipa diretamente a partir da simulação, recorrendo às estatísticas da partida e ao nível de desempenho de seus jogadores.

01-interactive-screen.jpg.adapt.crop16x9.1455w

Outro aspecto melhorado foram as Evoluções dos Jogadores, um sistema de crescimento de jogador reformulado, e as customizações dos treinos. Tudo isto faz com que o Modo Carreira seja um modo mais completo e mais próximo da evolução que os fãs clamavam à EA Sports. Pena que não seja possível levar o progresso do Modo Carreira das consolas actuais para a nova geração.

O VOLTA Football teve este ano uma evolução também significativa, depois de uma introdução um pouco esquecível no ano passado. Apesar de ainda não ser tão bombástico e interessante como a série FIFA Street, desta vez o VOLTA vai mais directo ao ponto. Invés de se afirmar como uma substituição do modo The Journey como foi no ano passado, aqui é um modo único. É possível experienciar a campanha que o modo oferece, mas não te “corta as pernas”, caso queiras apenas jogar online ou com amigos. A campanha é curta e interessante q.b, mais devido às participações de lendas do futebol como Kaka ou Henry do que ao péssimo diálogo cliché das nossas personagens. VOLTA Football acaba por beneficiar bastante da introdução do Agile Dribbling em FIFA 21. Desta vez parece uma diversão mais duradoura, mas continua longe do proveito que a EA esperava deste investimento.

1vOVnyVM4VTFlb900Qph4GUi

Por último, falta falar do Pro Clubs que este ano não recebe muitas novidades, mas continua a ser modo sólido e divertido para jogar com amigos.

Se são fãs da jogabilidade mais arcada de FIFA, têm aqui um jogo para vos preencher durante mais um ano (e este ano com a vantagem de poderem jogar a versão do jogo nas consolas da nova geração gratuitamente). Mas se sentem já alguma fadiga da série, infelizmente não será com FIFA 21 que ficarão completamente satisfeitos. 

Todos os anos recebemos um FIFA, todos os anos são apresentadas novidades, mas a verdade é que a série nos últimos anos pouco tem inovado dentro de campo. FIFA 21 não foge disso, e se calhar não seria suposto, visto estarmos às portas de uma nova geração de consolas. O que encontramos em FIFA 21 é sim um jogo mais completo e estável que o anterior. O Modo Volta é mais interessante que o anterior, o Modo Carreira está mais completo, e o Ultimate Team continua a oferecer novos desafios e a ser tão viciante como dantes. Veremos como a série se comportará na nova geração de consolas.

 

FIFA 21 (Playstation 4) | Análise Gaming | CA Notícias
FIFA 21 (Playstation 4) | Análise Gaming | CA Notícias

FIFA 21 já está nas lojas e chega na altura certa da época. Será que esta versão nos surpreendeu ou manteve-se tudo igual? Saiba a nossa opinião nesta análise da versão Playstation 4. 

Product In-Stock: InStock

Avaliação do editor:
4
Ma Rainey: A Mãe do Blues | Trailer oficial | Netflix

Ma Rainey: A Mãe do Blues | Trailer oficial | Netflix

The Haunting of Verdansk Trailer | Call of Duty®: Modern Warfare® & Warzone™

The Haunting of Verdansk Trailer | Call of Duty®: Modern Warfare® & Warzone™