in

Exibição abaixo das expectativas no 14º jogo sem vencer

, Exibição abaixo das expectativas no 14º jogo sem vencer

O Belenenses perdeu esta noite frente ao Vitória FC por 3-0, no Estádio do Bonfim, em partida da 21ª Jornada da Liga NOS que a equipa sadina vencia ao intervalo por 1-0 e que inverte a imagem positiva deixada pela equipa nas duas rondas anteriores.


No jogo que sinalizou as estreias de Licá e de Yazalde, os azuis entraram mal numa noite em que o frio e o vento se fizeram sentir significativamente, realizando uma das piores exibições da temporada em que permitiram ao adversário o controlo do jogo, apesar de uma maior posse de bola, na casa dos 59%, mas que não se traduziu em perigo na zona ofensiva, onde os azuis lograram seis remates – apenas dois deles enquadrados -, confirmando uma vez mais muitas dificuldades em fazer a diferença no capítulo da finalização.

Uma noite má do Belenenses, que pela primeira vez vê aproximar-se na tabela a linha de água, agora a apenas 3 pontos. Os azuis não vencem há já catorze jogos e fizeram cinco pontos nos últimos 33 possíveis, mantendo os 21 pontos que vão valendo a 12ª posição.

Silas escalou um onze composto por Filipe Mendes; Geraldes, Gonçalo Silva, Sasso e Florent; Pereirinha (54′), Nathan (57′), Bakic (68′), André Sousa, Fredy e Maurides. No banco, os azuis contavam com André Moreira, Nuno Tomás, Persson, Benny (57′), Tiago Caeiro, Yazalde (68′) e Licá (54′).

No capítulo disciplinar, nota para os cartões amarelos exibidos a André Sousa, Fredy e Maurides.

No final do encontro, Silas começou por deixar «um abraço ao Vasco Fernandes, enviando condolências à sua família». Quanto ao desafio, referiu saber «que seria difícil por causa do vento e não nos conseguimos adaptar na primeira parte, isso condicionou o nosso jogo. Depois deixámo-nos condicionar por essa inércia, perdemos imensas segundas bolas, falhámos muitos passes mesmo sem oposição, o Vitória foi crescendo e fez o golo no final da primeira parte. Era algo que eu temia por causa do vento e que podia mexer com o aspecto psicológico dos jogadores. O Vitória acabou também por ser eficaz na segunda metade, foi totalmente justa a vitória. Compete-nos agora ver onde errámos e seguramente que para a semana o jogo será totalmente diferente».

O técnico considerou igualmente que «uma das grandes ilações que tiramos é que um dos grandes inimigos dos jogadores de futebol é o narcisismo. E demasiados elogios acabam por nos enfraquecer, alguns de nós não conseguem lidar bem com os elogios, mas vamos conseguir. Houve muitos lances perdidos por culpa nossa, por falta de concentração e de agressividade. Claro que houve jogadores um pouco desligados do jogo, ou estavam a jogar em posições novas o que é normal no nosso crescimento: no deles como jogadores, e no meu como treinador».

A equipa regressa à acção no domingo, às 16h00, para a recepção ao Aves em mais um compromisso da Liga NOS.
Via

, Futebol: I Liga – Resultados da 21.ª jornada

Futebol: I Liga – Resultados da 21.ª jornada

, Miguel Araújo confirmado a 12 de julho no NOS Alive

Miguel Araújo confirmado a 12 de julho no NOS Alive