Crítica Cinema – “Grinch” (The Grinch)

Um filme realizado por Yarrow Cheney e Scott Mosier.

Em 2000, o famoso Grinch das histórias de Dr. Seuss chegou aos cinemas pelas mãos de Ron Howard, já depois de ter ganho várias animações. “How the Grinch Stole Christmas” (2000) trouxe-nos Jim Carrey irreconhecível no papel desta criatura verde que detestava o Natal. O filme levou-nos diretamente para a Vila dos Quem (Whoville), onde mora a pequena Cindy Lou Who. O plano de Grinch é simples: arruinar o Natal de todos os cidadãos da Vila dos Quem. Mas ao tornar-se sua amiga, Cindy Lou faz com que o Grinch comece a ver o Natal de uma maneira diferente.

- Publicidade -

Mv5bmja4nzm0odi4ml5bml5banbnxkftztgwnjkynzg5ndm@. V1 Sx1777 Cr0,0,1777,742 Al

Agora, o Grinch regressa novamente aos cinemas, pelas mãos dos estúdios Illumination, especialmente conhecidos por terem sido os criadores de “Gru – O Maldisposto”, “Minions” e “A Vida Secreta dos Nossos Bichos”.

A história do filme sofre poucas mudanças, mas é inevitável pensar que o próprio Grinch ficou um pouco amolecido e perdeu o seu lado mais malvado. O que temos aqui é uma criatura mais social e já não temos tão presente aquele grande ódio pelo Natal que vimos anteriormente.

O filme destaca-se pela sua animação, bastante colorida e com alguns pequenos pormenores que lembram os outros filmes da Illumination. Se compararmos com o filme de Ron Howard, percebemos que a história aqui é mais moderna, como até se percebe pela narrativa com a voz bastante fluída de Pharrell Williams. Ainda assim, muitas das cenas foram realmente apenas adaptadas do filme de 2000 e apenas tornadas em animação.

Mv5bmtyynzu4odcxm15bml5banbnxkftztgwotayntk2njm@. V1 Sx1777 Cr0,0,1777,733 Al

Benedict Cumberbatch fica bastante bem a dar voz ao Grinch, mas nota-se que há pouca naturalidade, pois este esforça-se demasiado para parecer mau e muitas vezes a voz nem parece a sua. Se não se tivesse esforçado tanto, talvez o resultado tivesse sido mais natural e ficaria ainda melhor.

O resultado deste novo “Grinch” é um filme bastante colorido e divertido. Em comparação com “How the Grinch Stole Christmas” torna-se mais agradável para as crianças pelo facto de termos um Grinch menos assustador. Mas ao contrário deste seu antecessor, talvez não se torne num clássico. Ainda assim, é um filme perfeito para esta altura do ano.

70%
Awesome

Grinch (The Grinch)

Todos os anos, no Natal, eles perturbam a sua tranquila solidão com as suas celebrações, cada vez maiores, mais brilhantes e barulhentas. Quando os Quem declararam que iriam fazer uma árvore de Natal três vezes maior, o Grinch percebe que só existe uma forma de conseguir alguma paz e sossego: ele tem que roubar o Natal. Para o fazer, decide vestir-se de Pai Natal e arranjar uma rena mal disfarçada para puxar o trenó. Entretanto, na véspera de Natal, lá em baixo na Vila-Quem, Cindy-Lou Quem, uma menina a transbordar de felicidade natalícia, junta os amigos para preparar uma cilada ao Pai Natal, durante as suas rondas, para lhe poder agradecer por ajudar a sua mãe solteira. Conforme o Natal se aproxima, o seu bem-intencionado esquema ameaça colidir com o plano maléfico de Grinch. Será que Cindy-Lou vai finalmente conseguir conhecer o Pai Natal? Será que Grinch vai ser bem-sucedido a silenciar a alegria dos Quem de uma vez por todas?
  • Joana Maria

- Publicidade -