em , ,

Crítica: “6 Dias” (6 Days)

"6 Dias" é um thriller que relata a história verídica do assalto à Embaixada Iraniana em Londres.

“6 Dias” é um thriller do realizador Toa Fraser. Relata a história verídica do assalto à Embaixada Iraniana em Londres, que durou seis dias e onde vinte e seis pessoas ficaram reféns.

Este filme mostra diversos pontos de vista: o do negociador da polícia, o da brigada do SAS (Serviço Aéreo Nacional) e também o dos jornalistas, encarregues de mostrar tudo o que estava a acontecer.

Max Vernon (interpretado por Mark Strong) está na linha da frente das negociações com os terroristas, que ameaçam matar os reféns caso os prisioneiros políticos na sua terra natal não sejam libertados. Max revela o seu lado humano, numa situação difícil de lidar. Esforça-se por encontrar um desfecho pacífico, tentando convencer Salim, um dos terroristas (interpretado por Ben Turner), a aceitar as suas propostas.

Ao mesmo tempo, a brigada do SAS treina várias opções para uma possível investida contra a embaixada. A tensão entre os negociadores e os terroristas aumenta cada vez mais e por isso os militares vêem-se obrigados a agir a qualquer momento.

No exterior da embaixada, vários jornalistas mostram todos os acontecimentos ao público. Kate Adie (interpretada por Abbie Cornish) é uma jornalista da BBC que se destaca, naquela que foi a primeira cobertura ao vivo da televisão.

Crítica: "6 Dias" (6 Days)

Este é um filme bastante dramático, porém, dadas as circunstâncias dos acontecimentos, estava à espera de mais ação. Os reféns não aparecem muito e penso que são fundamentais para perceber tudo o que se estava passar dentro da embaixada e também para mostrar o medo pelo desconhecido, visto que estas pessoas não sabiam se iam sobreviver ou não, nem sabiam dos esforços que estavam a ser feitos para que fossem salvas. Por outro lado, o filme mostra as coisas como realmente aconteceram, por ordem linear e sem ficção.

Não é um filme que se destaca, porque é como muitos outros filmes verídicos deste género. Porém tem o seu mérito, ao ter recordado um momento da História que parecia já ter sido esquecido, a Invasão à Embaixada Iraniana em Abril de 1980.

Posso destacar a banda sonora, que transmite a ideia de que o tempo está a passar e que existe a necessidade de uma reação rápida, mas consciente.

Mark Strong e Jamie Bell são os protagonistas deste filme. Têm papéis bastante distintos, sendo que um tenta manter a paz entre os terroristas e o outro está pronto para agir e matar a qualquer momento.

É um filme que mostra a maneira como o governo britânico pretende combater o terrorismo e também reflete sobre o modo como as autoridades o devem fazer: se através da força ou das negociações pacíficas.

“6 Dias” estreia esta quinta feira nos cinemas.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Nuno Gomes deixa oficialmente o Benfica

Revelada edição limitada e novo bundle da PlayStation 4 com Call of Duty: WWII