Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Cristiano considera o bom momento, o resultado do trabalho diário

Confira na íntegra, a entrevista, levada a cabo pela equipa de comunicação da SAD azul, a Cristiano, guarda-redes do Belenenses.

Foste um dos reforços no mercado de inverno. Como têm sido estes primeiros dois meses no Restelo?
– Tem sido muito positivo. Tenho jogado com regularidade e tem corrido bem, quer individual quer coletivamente. Quando assim é, só posso estar satisfeito e muito feliz por ter esta magnifica oportunidade de representar o Belenenses.

Foi a melhor decisão para dares seguimento à tua carreira?
– Sem dúvida. Estou num clube grande, organizado e que me recebeu muito bem. Agora tenho de fazer a minha parte, ou seja, trabalhar para retribuir a confiança para que, todos juntos, consigamos alcançar os nossos objetivos.

No dia da tua apresentação, dizias esperar “ser bem sucedido e estar à altura do desafio”. Isso tem sido conseguido?
– Sinto que tenho conseguido, mas devido ao bom momento que a equipa atravessa. Sem isso, nenhum valor individual consegue sobressair. Pode sair um e entrar outro jogador que a equipa consegue manter o nível.

Até ao momento tens 8 jogos realizados como titular, três deles sem sofrer golos e com um total de seis sofridos. São números que te deixam satisfeito?
– Satisfeito ficaria se não tivesse sofrido nenhum! Ainda assim, penso que é um bom registo. Acredito que estou num bom momento individual, no entanto o importante é ganhar. Posso sofrer um ou dois golos mas, se conseguirmos vencer, isso é o mais importante.

Nestes 8 jogos, o Belenenses tem apenas uma derrota. De resto, quatro vitórias e três empates. Como classificas o atual momento da equipa?
– É a melhor série da temporada e os números falam por si. É o reflexo do nosso trabalho diário e da união deste grupo fantástico. Estamos todos a remar para o mesmo lado, algo que torna tudo mais fácil. Depois é a qualidade individual de cada um que também faz a diferença.

O Belenenses vem de uma série de quatro jogos consecutivos, onde sofre sempre o primeiro golo, mas depois consegue empatar (Nacional e V. Guimarães) ou vencer (Arouca e Chaves)…
– Demonstra a força e o enorme crer desta equipa. Independentemente de sofrermos o primeiro golo, nunca baixamos os braços e vamos à luta todos juntos. Estamos muito focados no que temos de fazer em campo e com uma grande vontade de vencer.

Depois de duas vitórias consecutivas, segue-se a visita ao Estádio da Luz para defrontar o Benfica. Como antevês os teus 90 minutos da próxima segunda-feira?
– É difícil prever. Por vezes podemos pensar que vamos ter um jogo complicado e torna-se mais fácil. Não sei se vou ter muito ou pouco trabalho, porque cada jogo tem uma história.

É a melhor altura para enfrentar o líder do campeonato?
– É sempre um jogo complicado. Sabemos do grau de dificuldade deste encontro, mas nós temos a nossa estratégia bem delineada e não temos nada a perder. Não é por jogarmos em casa do campeão nacional que nos vamos amedrontar. Estamos motivados e confiantes de que podemos trazer um bom resultado. Além disso, somos uma das equipas que mais pontos conquista fora de casa, por isso vamos fazer de tudo para aumentar essa estatística.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar está a concordar com a utilização dos mesmos. Pode saber mais consultando a nossa Politica de Privacidade. AceitarSaber mais

X