in

Cláusula de 4 milhões para blindar Tandjigora

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Tandjigora só deverá voltar ao ativo em 2018, mas isso não impediu o Belenenses de blindar uma eventual saí de um jogador que tem sido crucial nos azuis.

A SAD Belenenses anunciou ontem a renovação do médio Tandjigora, até 2021, uma prolongação ao contrato que chega com uma cláusula de rescisão de 4 milhões de euros.

Confira as declarações de jogador:

“Quando cheguei ao Belenenses, vinha de um período de inatividade de cinco meses. Mesmo assim, correram o risco de me contratar e apostaram em mim para reforçar a equipa. Desde aí, senti logo uma força enorme por me terem dado a oportunidade de vir para Portugal e representar um clube da dimensão do Belenenses. Por outro lado, senti-me na obrigação de retribuir essa confiança dentro de campo com muito trabalho e honestidade.

Neste momento, depois de ter assinado a renovação do contrato, não tenho palavras para descrever o que sinto. Estou lesionado e vou estar sem jogar durante algum tempo e, mesmo assim, quiseram que prolongasse a minha ligação com o Belenenses. Estou muito grato a toda a equipa técnica e à estrutura, sobretudo ao presidente Rui Pedro Soares, diretor-geral José Luís e diretor desportivo Hugo Viana, por mais um voto de confiança.

Estou mesmo muito feliz, mas prometo que isto não vai ficar por aqui. Vir para o Belenenses foi a minha melhor decisão e o melhor que me podia ter acontecido. Estamos apenas a começar e no início de uma longa caminhada. Ainda não estava ao meu melhor nível, mas senti que ia evoluindo jogo após jogo. Ainda tenho muito para dar a esta equipa e quero continuar a deixar a minha marca no Belenenses.

Sou como um soldado, que quando vai à guerra tem de estar preparado para cair, mas sobretudo para se levantar. Encaro este período de recuperação com muita força e motivação, principalmente pela confiança que depositaram em mim e por todo o apoio que me têm dado. Ainda hoje tirei os pontos da cirurgia e o médico ficou surpreendido pela positiva, porque estou a evoluir muito rápido e sinto que vou voltar ainda mais forte. Ainda vou voltar a dar alegrias aos adeptos esta temporada.

Não vou poder dar o meu contributo à equipa nos próximos meses, mas vou estar sempre com os meus colegas e a sofrer por eles e pela equipa. Não estarei em corpo, mas em espírito. Confio muito nestes jogadores, porque somos uma verdadeira equipa, com um enorme espírito de grupo e entreajuda. No futebol há três resultados possíveis mas, com um plantel com esta qualidade, vamos estar sempre mais perto de vencer.”

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Apple iPhone X já está disponível para pré-encomenda

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Crítica – Stranger Things 2