in

Cinemas tiveram em novembro menos de metade de espectadores face a outubro

Os cinemas portugueses acolheram em novembro 108.220 espectadores, menos de metade da assistência registada em outubro, em consequência das medidas do estado de emergência e que levaram à supressão das sessões de cinema à noite.

Cinemas tiveram em novembro menos de metade de espectadores face a outubro | CA Notícias

Os dados estatísticos mensais do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), hoje divulgados, mostram que em outubro tinha havido cerca de 251 mil espectadores nas salas de cinema, resultando em 1,3 milhões de euros de receita de bilheteira, mas os valores desceram para menos de metade em novembro, com 108.220 espectadores e 579 mil euros de bilheteira.

Esta quebra de assistência de um mês para o outro – num ano já de si particularmente penalizador para os exibidores – acontece no período em que o Governo renovou o decreto do estado de emergência em vários concelhos, para conter a covid-19, e que implicou o dever de recolhimento domiciliário e a supressão de várias sessões de cinema à noite.

Em termos comparativos, os valores registados em novembro deste ano representam uma quebra de quase 91% tanto em assistência como em receitas de bilheteira, face a novembro de 2019.

Contando já com estes dados de novembro, 2020 regista uma quebra de cerca de 74% em receitas de bilheteira e em número de espectadores, comparando com o mesmo período de 2019.

Segundo o ICA, de janeiro a novembro deste ano, a exibição comercial de cinema em Portugal contou com 3,6 milhões de espectadores e 19,7 milhões de euros de bilheteira, muito longe dos 14 milhões de espectadores e 75 milhões de euros do período homólogo de 2019.

Em novembro, o filme mais visto, somando apenas 18.750 espectadores, foi “Um último golpe”, de Mark Williams, seguindo-se “Listen”, de Ana Rocha de Sousa, com 17.454 espectadores, e a animação “Trolls: Tour mundial”, de Walt Dorhn e David Smith, com 8.824 entradas.

Tendo em conta que a pandemia da covid-19 teve impacto em Portugal a partir de março, o filme mais visto este ano em Portugal continua a ser “1917”, de Sam Mendes, estreado em sala em janeiro e que totaliza 330 mil espectadores.

O filme mais visto pelos portugueses já em tempos de pandemia – depois de março – foi “Tenet”, de Christopher Nolan, com 147.717 espectadores.

Entre os filmes portugueses estreados em sala, o mais visto de 2020 é “Listen”, de Ana Rocha de Sousa, premiado em Veneza, que totaliza 36 mil espectadores.

TEXTO: Lusa

De"Ted 2" a"Arranha Céus": as apostas de cinema para o Natal e Ano Novo na TVI | CA Notícias

De “Ted 2” a “Arranha Céus”: as apostas de cinema para o Natal e Ano Novo na TVI

Ellen DeGeneres testa positivo à COVID-19. Programa está suspenso até janeiro | CA Notícias

Ellen DeGeneres testa positivo à COVID-19. Programa está suspenso até janeiro