em

Ciberataques financeiros já atingiram um terço dos consumidores

O pesadelo antes do Natal: ciberataques financeiros já atingiram um terço dos consumidores.

• Natal, Ano Novo e época de saldos em janeiro de 2019 são alguns dos momentos mais críticos para a ocorrência de ataques por parte de hackers destinados a roubar dados bancários aos consumidores

• Relatório da Kaspersky Lab “From festive fun to password panic: Managing money online this Christmas” revela que as compras online são uma das atividades mais populares da Internet, a seguir ao email

• 93% dos consumidores entrevistadas a nível mundial estão conscientes da existência de ciberameaças financeiras, enquanto 32% já foram vítimas destes ataques

Fazer compras pela Internet pode ser bastante apelativo, mas muitos dos consumidores ainda questionam quão seguros são os pagamentos online. Infelizmente, estas dúvidas fundamentam-se na conjuntura online atual. Dos 32% de consumidores entrevistados a nível mundial que foram vítimas de ciberataques que lhes roubaram as suas credenciais financeiras, 26% nunca voltou a recuperar o seu dinheiro, de acordo com o questionário realizado pela Kaspersky Lab. Entre os fatores que podem colocar as finanças dos consumidores em risco, está a dificuldade em controlar as credenciais de pagamento, após terem sido usadas em diversas plataformas de e-commerce, e a variedade de métodos de pagamento disponíveis.

Realizar compras online pode ser o mesmo que visitar um grande centro comercial, onde as pessoas podem comprar produtos a partir de dezenas de plataformas de e-commerce. A verdade é que os consumidores podem sempre esforçar-se para manter sob controlo as suas informações privadas para pagamentos online. De facto, mais de metade das pessoas (54%) está preocupada com o facto de os hackers poderem aceder aos seus dados financeiros. Porém, 36% daqueles que foram inquiridos a nível mundial não se lembram dos websites ou apps onde inserem os seus dados e muitos nem se esforçam por se lembrar.

Como os consumidores tentam garantir que as suas credenciais de pagamento são fáceis de recordar e encontrar, 20% destes prefere guardá-las diretamente nos seus dispositivos, o que faz com que fiquem gravadas e que lhes consigam aceder mais tarde. Contudo, se os dispositivos forem roubados ou perdidos, os consumidores ficam em risco de perder as suas informações pessoais e o seu dinheiro; qualquer pessoa passa a poder ter acesso à sua conta bancária, caso encontre as credenciais de acesso memorizadas diretamente no website ou nas notas do seu smartphone.

A ampla variedade de métodos de pagamento digitais existentes oferece liberdade aos consumidores para optarem pela forma que melhor lhes convém para adquirir produtos ou serviços. O método preferencial continua a ser o pagamento através de cartões de débito e crédito, e transferências diretas entre contas bancárias e e-wallets, tal como o PayPal. Contudo, outros métodos de pagamentos estão a crescer em popularidade. A realização frequente de compras permite aos consumidores colecionar pontos através de campanhas de lealdade e utilizá-los mais tarde para comprar novos artigos. Graças aos smartphones e aos smartwatches, os consumidores não necessitam de andar acompanhados da sua carteira, dinheiro físico ou cartões de plástico. Esta tendência tem ajudado a criar popularidade entre os métodos de pagamento “contactless”, tal como o PayPass e o Apple Pay, que já são utilizados regularmente por 31% dos consumidores entrevistados a nível mundial.

“O fim do ano e a chegada das férias é um tempo maravilhoso para as pessoas oferecerem presentes às suas famílias e amigos. Contudo, nesta conjuntura, ninguém quer perder dinheiro através de transações pouco seguras ou fraudes online”, afirma Marina Titova, Responsável pela área de Consumer Product Marketing da Kaspersky Lab. “Devemos estar bastante atentos aos nossos dados financeiros e aos pagamentos online, evitando colocar as nossas credenciais de acesso em sites nos quais não confiamos e realizar pagamentos em dispositivos pouco seguros.”

Para realizar compras de forma segura, a Kaspersky Lab recomenda o uso de uma solução de cibersegurança, que mantém as contas dos utilizadores protegidas e garante transferências online seguras.

  • O Kaspersky Security Cloud é um exemplo de como o software pode ser adaptado para ajudar as pessoas a manterem em segurança as suas finanças. Esta solução protege os detalhes dos cartões de crédito ao abrir um navegador seguro sempre que o consumidor quer fazer compras online e ao preencher automaticamente e em segurança os seus dados de pagamento.
  • O Kaspersky Password manager, por exemplo, foi concebido para manter a vida dos consumidores em privado, incluindo os seus detalhes financeiros. Ele garante aos consumidores um acesso seguro às suas palavras-passe, PINs e outras credenciais, em qualquer lugar ou dispositivo, tornando os pagamentos rápidos e seguros.

Mais resultados do relatório “From festive fun to password panic: managing money online this Christmas” disponíveis aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

COMEDIANS of the world: Standup | Official Trailer [HD] | Netflix

TAP Factory – A arte do sapateado chega a Lisboa em maio