em , ,

Antevisão Cinema – ‘Batalha do Pacífico: A Revolta’ (Pacific Rim Uprising)

O original ‘Batalha do Pacífico’ (ou ‘Pacific Rim’ para quem gosta mais do título em inglês) foi um sucesso mundial moderado quando saiu em 2013 e mostrou aquilo que falta em muitos dos filmes similares que abordam catástrofes ou batalhas de grandes proporções.

Apesar de não ter chamado tanta gente ao cinema para o qualificar como um sucesso arrebatador ao nível da bilheteira, tem ganho cada vez mais fãs ao longo do tempo e contribuiu para um “renascimento” do realizador. Del Toro tinha sofrido algumas desilusões no mundo do cinema entre 2008 e 2013, uma delas foi a decisão de deixar a realização do primeiro filme do Hobbit quando este já se encontrava em produção. ‘Pacific Rim’ serviu como um escape que o próprio precisava e depois da estreia do filme, Del Toro confirmou que foi o filme no qual se divertiu mais a realizar.

Nesta sequela já não teremos Del Toro no lugar de realizador, mas sim no lugar de produtor. Quem realiza é Steven DeKnight, que acabou por reescrever o guião que o mexicano já tinha preparado para este filme. No entanto, Del Toro confia no trabalho de DeKnight, e sente-se confortável com o rumo do franchise.

‘A Batalha do Pacífico: A Revolta’ estreia amanhã nos cinemas e é o nosso filme da semana.

 

Sinopse

O conflito global entre monstros de destruição maciça de outro mundo e super-máquinas pilotadas por humanos, construídas para os eliminar, foi apenas o prelúdio para o assalto final à humanidade em “Batalha do Pacífico: A Revolta”.

John Boyega (“Star Wars: O Despertar da Força”) é o rebelde Jake Pentecost, um outrora promissor piloto Jaeger cujo lendário pai deu a vida para garantir a vitória da humanidade contra o monstruoso “Kaiju”. Jake abandonou o treino e foi apanhado pelo crime do submundo. Mas quando uma ameaça ainda mais imparável começa a destruir as nossas cidades e coloca o mundo a seus pés, a sua irmã Mako Mori (Rinko Kikuchi) dá-lhe mais uma possibilidade para seguir o legado do pai. Mako lidera uma corajosa e nova geração de pilotos que cresceu na sombra da guerra. Enquanto procuram justiça para os que faleceram, a sua única esperança é ficarem unidos numa revolta global contra as forças da extinção.

A Jake junta-se o rival e talentoso piloto Lambert (Scott Eastwood, “Velocidade Furiosa 8”) e Amara (Cailee Spaeny), uma pirata cibernauta Jaeger, de apenas 15 anos, enquanto os heróis da PPDC se tornam na única família que lhe resta. Ao se tornarem na mais poderosa força defensiva que alguma vez existiu, vão entrar numa espetacular aventura à escala global.

“Batalha do Pacífico: A Revolta” é realizado por Steven S. DeKnight (“Demolidor” da Netflix, Spartacus” da STARZ) e conta ainda com Jing Tian, Burn Gorman, Adria Arjona e Charlie Day nos principais papéis.

Género: Aventura
Elenco: John Boyega, Scott Eastwood, Jing Tian, Cailee Spaeny, Rinko Kikuchi, Burn Gorman, Adria Arjona e Charlie Day
Realização: Steven S. DeKnight
Argumento: Emily Carmichael & Kira Snyder, Steven S. DeKnight e T.S. Nowlin
História de: Steven S. DeKnight e T.S. Nowlin
Baseado nos personagens criados por: Travis Beacham
Produção: Thomas Tull, Mary Parent, Jon Jashni, Cale Boyter, Guillermo del Toro, John Boyega, Femi Oguns
Produção Executiva: Eric McLeod

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Luísa Sobral estreia-se no Casino Estoril a 13 de abril

Estreias da semana 5 de abril de 2018