em ,

Amadora homenageia Dorindo Carvalho com exposição Zero Figura

A Galeria Municipal Artur Bual expõe, a partir do próximo dia 1 de setembro, a exposição de pintura, desenho, escultura e 0 (zero) Figura a Dorindo Carvalho.

0 (zero) Figura é um formato especial, com telas de 18×14 cm. As telas são entregues a amigos e admiradores do homenageado, que nelas expressam o seu respeito pelo artista, seja através de pintura, colagens, palavras, fotos, ou quaisquer outros suportes.

Além da homenagem informal 0 (zero) Figura, estarão igualmente em exposição trabalhos de Dorindo Carvalho.

Dorindo Carvalho nasceu em Lisboa a 30 de setembro de 1937. Em1952/58, trabalhou em fotografia e cursou a Escola de Artes Decorativas António Arroio. Em1958/60, cumpriu o serviço militar e de 1961/63 foi mobilizado para Angola. Em Luanda, desenhou e pintou, realizando e participando em exposições e produziu cenários e figurinos para o Teatro Experimental daquela cidade. De1964 a 1979, em Lisboa, frequentou a Sociedade Cooperativa de Gravadores Portugueses. Dedicou-se à pintura e obteve uma Bolsa de Estudo da Fundação Calouste Gubenkian. Trabalhou em decoração, publicidade e artes gráficas. Desenvolveu uma intensa atividade no campo editorial, realizando capas de livros e revistas, e desempenhando cargos de diretor de arte e de produção em várias editoras.
Colaborou como ilustrador em jornais e revistas. Viajou pela Europa visitando Museus e exposições. Organizou cursos de desenho, ilustração e decoração para um centro de estudos por correspondência. Executou vários trabalhos no cinema de animação, colaborando numa coprodução luso-italiana. Ilustrou, escreveu e editou livros para crianças. Lecionou educação visual, fotografia e desenho gráfico, no ensino secundário oficial e na Escola de Artes Decorativas António Arroio.
Trabalhou como planificador gráfico na Radiotelevisão Portuguesa. De 1980 a 1992 , na Venezuela, paralelamente à sua atividade como pintor, expondo individual e coletivamente, trabalhou como diretor de arte em várias agências de publicidade e editoras. Lecionou desenho gráfico nos dois mais importantes institutos de Caracas. Colaborou como ilustrador em jornais e revistas. Fez parte da Comissão Organizadora das Comemorações a Fernando Pessoa e foi membro fundador e diretivo do Instituto Português de Cultura em Caracas. Em1992 regressou a Portugal prosseguindo a sua atividade de pintor e designer gráfico e escrevendo e ilustrando livros para crianças.
Além de muitos outros prémios ao longo de toda a sua carreira, obteve em 2011 a Medalha de Mérito, Grau Ouro, distinção concedida pela Câmara Municipal de Sintra.

Exposição patente de 1 de setembro a 14 de outubro
Entrada livre

Via

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Trailer: "Sete Estranhos no El Royale"

Trailer: “Sete Estranhos no El Royale”

“O Lobisomem” hoje no Canal Hollywood