em

Agenda Cultural – 25 de Setembro a 1 de Outubro

Nunca são demais os motivos para sair de casa e ter contacto com o mundo das artes. Fica de seguida uma seleção dos espectáculos que vamos poder assistir durante este início de Outono.

Nunca são demais os motivos para sair de casa e ter contacto com o universo das artes. Fica de seguida uma seleção dos espectáculos que vamos poder assistir durante este início de Outono, em que terminamos o mês de Setembro e iniciamos o mês de Outubro.

O Teatro Nacional D. Maria II trás-nos mais um espectáculo ainda no mês de abertura da sua temporada. Ways of Looking é uma criação de Teresa Coutinho inspirada em “Ways of Seeing” de John Berger, e conta com as interpretações da criadora e do actor Guilherme Gomes. Estará em cena de 29 de Setembro a 1 de Outubro.

No Chapitô, estará em cena o espectáculo A Psicodelia do Amor. Este invocará personagens de Romeu e Julieta e promete ser uma aventura psicadélica que fará o público reflectir sobre valores e emoções. De 29 de Setembro a 1 de Outubro, a passagem pelo Chapitô será imperdível.

Indo mais para norte, o actor Nuno Cardoso estará no palco do Grande Auditório MO – Rivoli três dias seguidos com três espectáculos diferentes. No dia 28 estará em Náufrago, um espectáculo que tem encenação de John Romão e que parte do texto de Thomas Bernhard, intitulado “O Náufrago”. Aqui haverá uma abordagem e reflexão sobre a forma como o ser humano lida com a morte, enquanto se ouve em pano de fundo “As Variações de Goldberd” de Bach.

No dia 29, Luís Araújo encena Subterrâneo. Com base em “Cadernos do Subterrâneo” de Fiódor Dostoiévski, este espectáculo é constituído por um monólogo que reflecte sobre a posição do homem na sociedade e que desafia Nuno Cardoso com as ideias marcantes do autor russo que tanto influenciou a literatura.

Por fim, no dia 30, é apresentado aquele que é o mais autobiográfico destes três espectáculos, que acabam por funcionar como uma espécie de trilogia. Apeadeiro, partindo de Samuel Beckett, tem encenação, interpretação e dramaturgia de Nuno Cardoso (em conjunto com Francisco Cardoso na interpretação).

Saindo da área do teatro e entrando no mundo da dança, a Culturgest apresenta Fanfare, um espectáculo de dança criado e coreografado por Loïc Touzé. Aqui serão exploradas as acções que constroem relações entre o bailarino e o espaço que o rodeia. A dança é a sua forma de ver e sentir o mundo. Para ser assistido a 29 e 30 de Setembro.

Outro espectáculo de dança estará em cena nos mesmos dias no Teatro Maria Matos. Dança Doente é uma criação de Marcelo Evelin, coreógrafo brasileiro que já tinha apresentado espectáculos neste palco e que ficou conhecido por uma força e determinação em atingir situações limite. Aqui é dada atenção às fragilidades de um corpo exausto e danificado pelo mundo.

Para além de tudo isto, vamos ainda poder viajar para um mundo mais surrealista, com a exposição A Partir do Surrealismo. Tendo início a 26 de Setembro e prolongando-se até 6 de Janeiro de 2018, esta é uma mostra colectiva de alguns artistas da Colecção Millennium BCP, que terá lugar na Galeria Millennium, na Rua Augusta em Lisboa. Com curadoria de Raquel Henriques da Silva, esta exposição de obras surrealistas terá algumas visitas guiadas durante o mês de Outubro.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

THOR: RAGNAROK: Posters das personagens divulgados

Primeiro trailer de Maze Runner: The Death Cure

Primeiro trailer de Maze Runner: The Death Cure