NSwitch_SnackWorldTheDungeonCrawlGold_08_enGB
in ,

The Snack World: The Dungeon Crawl – Gold (Nintendo Switch) | Análise Gaming

Análise feita por António Moura

The Snack World: The Dungeon Crawl – Gold é a nova aventura da LEVEL 5, criadores das sagas Professor Layton, Inazuma Eleven ou Yo-kai Watch e chegou em exclusivo à Nintendo Switch. Saiba aqui o que pode esperar deste jogo.

A Level-5, mesmo não sabendo inicialmente, foi daquelas empresas que segui de perto. Desde o lançamento de Dark Cloud, que tinha uma fantástica DEMO num DVD que vinha de oferta com a PlayStation 2, até ao lançamento de Professor Layton e Ni no Kuni (que, muitos não sabem foi inicialmente lançado na Nintendo DS) sempre se mantiveram bastante constantes no que produzem.

Eis que, em 2017 lançaram, em exclusivo no Japão, um pequeno dungeon crawler denominado de The Snack World: Trejarers. Pois bem, esse jogo nunca tinha saído do Japão, até este ano quando foi lançado um remaster do jogo da Nintendo 3DS, na consola híbrida da Nintendo, a Nintendo Switch.

Com uma cara e nome novo, o agora The Snack World: The Dungeon Crawl – Gold, é um jogo charmoso…para as crianças. Sim, este jogo pode ser facilmente considerado o “primeiro dungeon crawler da petizada” sem que lhe estraguem o charme. O jogo tenta ter piada com as suas personagens (que são pouco carismáticas, diga-se de passagem), mas falha miseravelmente neste ponto. Aliás, o facto de o jogo começar clichê com o pedido de ajuda por parte da princesa e do rei do reino é só estupidamente hilariante por isso mesmo, pelo facto de ser completamente clichê.

Graficamente é um jogo colorido e, o facto de ser para crianças também ajuda muito. Tudo é colorido. Aliás, se não se sentem confortáveis com jogos coloridos, este pormenor automaticamente faz com que não seja o jogo para vocês. Mas, mesmo com estes temas assim, a realidade é que o leque de personagens é no mínimo interessante: são vários inimigos espalhados pelos mapas e que fazem com que haja uma variedade deles, levando a que nas primeiras horas de jogo fiquemos contentes por vermos uma nova personagem.

Sonoramente é um jogo que não deixa muito por onde pegar. É muito happy go lucky, a combinar com as personagens. Se formos ver um episódio das Pistas da Blu ou de uma Dora desta vida, ficamos até com a sensação de que estão a utilizar músicas de The Snack World.

Onde o jogo peca é, definitivamente, no pormenor da jogabilidade. É óbvio que se trata de um dungeon crawler. Mas é tão, mas tão repetitivo. Tira a paciência até ao maior fã do gênero. É engraçado nas primeiras 2 horas passear por várias áreas que tem nomes relacionados com comida e combater vários inimigos para tentar, numa espécie de roda dos milhões dos baús, obter a melhor arma ou item daquela área. No entanto, fazer a mesma missão mil e uma vezes ao longo do jogo vai cansar qualquer um. É que, até as missões da história repetem-se e repetem-se e repetem-se. Se isto assim já soa mal, pensem que se trata de um jogo de 15 horas, o que piora ainda mais a situação.

Resta concluir que, The Snack World: Dungeon Crawl – Gold é um jogo para crianças e, mesmo elas vão sentir-se cansadas de ver sempre os mesmos cenários com personagens desinspiradas. Para fãs de dungeon crawlers, no entanto, podem tentar jogar este jogo, mas provavelmente vão a correr novamente para Enter The Gungeon ou The Binding of Isaac.

 

The Snack World: The Dungeon Crawl – Gold (Nintendo Switch) | Análise Gaming | CA Notícias

The Snack World: The Dungeon Crawl – Gold é a nova aventura da LEVEL 5, criadores das sagas Professor Layton, Inazuma Eleven ou Yo-kai Watch e chegou em exclusivo à Nintendo Switch.

Product In-Stock: https://schema.org/OutOfStock

Avaliação do editor:
2.5
Inside Xbox – April 2020 – Highlights (Top 10 Moments)

Inside Xbox – April 2020 – Highlights (Top 10 Moments)

World of Warships: Legends - April Update Overview Trailer

World of Warships: Legends – April Update Overview Trailer