in ,

Returnal (PlayStation 5) | Antevisão do jogo

returnal, Returnal (PlayStation 5) | Antevisão do jogo

Returnal é a nova aposta exclusiva da Sony para a sua nova PlayStation 5 e já tivemos a oportunidade de jogar algumas horas deste novo título. Conheça as nossas primeiras impressões deste jogo.

A Housemarque, estúdio de origem finlandesa, tem feito furor com jogos como Resogun ou Super Stardust na PlayStation, jogos shoot’em-up frenéticos e viciantes, que nos fazem querer sempre jogar mais um pouco. Esta ligação positiva da Housemarque com a PlayStation fez com que a Sony acreditasse que o estúdio finlandês seria capaz de aceitar uma grande tarefa em mãos: produzir um dos títulos exclusivos de maior peso dos primeiros meses de vida da PlayStation 5.


E é com isto em mente que a Housemarque desenvolveu Returnal, um jogo com uma produção claramente superior (e certamente mais cara) do que todos os seus projectos anteriores. Temos passado as últimas horas a jogar Returnal na PS5 e, apesar de ainda não termos a nossa opinião final pronta a ser partilhada, podemos dizer que o jogo nos tem surpreendido positivamente.

returnal, Returnal (PlayStation 5) | Antevisão do jogo

Returnal é um jogo que (para já) aparenta aproveitar o melhor das características do estúdio. A acção, o ambiente intenso e a capacidade de recriar mundos e cenários “alienistas” estão todos bem presentes em Returnal.

Returnal, no entanto, poderá não ser um jogo para todos, transmitindo a ideia logo de início de que é um rogue-like na sua génese, ou seja, os jogadores terão de estar preparados para o permadeath, isto é, quando morres voltas ao início. E que início é esse? Pois bem, depois de uma aterragem forçada, encontramos Selene e ela irá investigar a paisagem desolada de uma civilização antiga para poder escapar.

Com isto nos deparamos com um mundo repleto de inimigos que temos de ir derrotando para continuarmos a revelar o que se passa realmente em Returnal. No entanto, cada confronto que temos é recheado de tensão, pois sabemos que uma possível morte nos leverá ao início e poderemos perder toda a progressão feita até aquele momento.

returnal, Returnal (PlayStation 5) | Antevisão do jogo

E se morrermos, começa um novo ciclo de jogo, com novas combinações, novos inimigos e novos itens e armas, o que faz com que o jogo nunca seja repetitivo, pelo menos das horas que jogámos. E o jogo oferece desafio a todo o momento. Não é de todo um jogo fácil (não há possibilidade de mudança de dificuldade) e isso pode levar a que este jogo não seja o mais recomendado para todos.

Mas quem decidir viver esta experiência, encontrará (novamente, do que jogámos até ao momento) um jogo que pede para ser jogado durante várias horas e que poderá deixar os jogadores agarrados ao comando. Comando esse que é aproveitado aqui de forma única, só replicado em importância em Astro’s Playroom. O DualSense consegue eficazmente aumentar a imersão do jogo através não só da forma como a vibração é aproveitada, mas também através dos adaptive triggers que em Returnal são usadas interessantemente na jogabilidade.

No nível técnico, Returnal, para já, também surpreende, com o seu forte jogo de iluminação e com a banda-sonora que replicam bem as atmosferas em que Selene se encontra. Mesmo não sendo o jogo visualmente mais impressionante da PS5, a verdade é que sente-se que Returnal é um jogo desta geração e que enaltece muitas das características da nova consola da Sony.

No entanto, apesar de estarmos agradados com Returnal, não podemos deixar de mencionar os aspectos negativos que o título para já contém, mas que poderão vir a ser corrigidos num futuro patch. Mais do que uma vez tivemos de reiniciar os ciclos (ou seja, voltar ao início do jogo) por causa de bugs do jogo. Seja por nos ter permitido ir para locais no mapa que não deviam ser permitidos ou por dificuldades na mecânica de disparo, a verdade é que foram situação pontuais que deverão ser ainda melhoradas pela Housemarque até ao seu lançamento ou mesmo depois. No entanto, não deixa de afectar a experiência do jogo.

 

Returnal poderá ser uma aposta de sucesso da Sony, fugindo um pouco da estrutura dos seus mais recentes exclusivos, oferecendo uma experiência diferente e viciante. E se Returnal nos der mais do que nos deu nestas primeiras 5,6 horas, então temos aqui um jogo com o qual iremos passar algum tempo. Tem sido difícil largar Returnal, e isso parece que irá continuar a ser assim nos próximos dias. À boa maneira da Housemarque: Returnal é um jogo frenético e viciante. Não podemos pedir mais.

Returnal chega, em exclusivo, à PlayStation 5 a 30 de Abril.

 

, RECOMEÇAR!

RECOMEÇAR!

, Judgment (Xbox Series X|S) | Trailer de lançamento

Judgment (Xbox Series X|S) | Trailer de lançamento