em ,

Meizu 15, 15 Plus e M15 revelados: modelos top possuem câmaras duplas e ecrã Super Amoled

Meizu revelou um trio de telefones com uma interessante seleção de processadores. Os dois principais modelos usam ecrãs Super AMOLED da Samsung com um formato 16:9. Eles também têm câmaras duplas com OIS e telefoto 2x, a versão "lite" conta apenas com uma configuração de câmara única.

Meizu revelou um trio de telefones com uma interessante seleção de processadores. Os dois principais modelos usam ecrãs Super AMOLED da Samsung com um formato 16:9. Eles também têm câmaras duplas com OIS e telefoto 2x, a versão “lite” conta apenas com uma configuração de câmara única.

Meizu 15 Plus

Meizu 15 2Plus significa grande, mas não enorme – o Meizu 15 Plus tem um ecrã de 5,95″ , um ecrã AMOLED com resolução QHD. A Meizu cortou o bisel para apenas 1.175 mm – a moldura mais estreita do mundo.

O ecrã mostrará a interface de utilizador colorida já característica da Flyme, a Meizu não é grande adepta de uma utilização de Android puro, apresentando desta feita a nova versão do Flyme, v7.0, que reivindica bastantes inovações e melhorias, nomeadamente em recursos “AI” incorporados, incluindo o que diz respeito a controlo por gestos.

De qualquer forma, o telefone é alimentado por uma estranha escolha de processador, o Exynos 8895, utilizado no ano passado nos flagships da Samsung. O chip de 10 nm ainda oferece muita potência, especialmente com o seu GPU Mali-G71 MP20. Há ainda 6 GB de RAM e o armazenamento é de 64 GB ou 128 GB (não há slot para cartão de memória).

Como referido o Meizu 15 Plus vem com uma configuração de câmara dupla de 12 MP + 20 MP na parte de trás – com a fabricante a afirmar que é a melhor câmara que Meizu usou até agora. O dispositivo vem com estabilização OIS e EIS. Diz-se que a câmara possui redução de ruído multi-frame e HDR alghorithm ao nível de Huawei P20.

Há um leitor de impressões digitais que desbloqueia em apenas 0,08s, menos que um piscar de olhos. Há também reconhecimento facial da Sensetime, uma startup chinesa na área de AI.

O corpo do 15 Plus é feito de um material composto de alumínio e aço inoxidável que supostamente tem dá sensação do aço, mas é tão leve quanto o alumínio.

A bateria tem uma capacidade de 3.500 mAh e pode ser recarregada rapidamente através de uma porta USB-C.

Meizu 15 Plus estará disponível nas cores preto, cinza e gold.

Meizu 15

Meizu 15O Meizu 15 também tem um ecrã AMOLED, mas é aí que as semelhanças nos displays terminam. Este tem resolução de 1080p e mede 5,46” na diagonal, tornando-o um telefone mais compacto.

O processador é um Snapdragon 660, um CPU forte e uma GPU de gama média. A RAM cai para 4 GB enquanto o armazenamento ainda podemos optar entre os 64 GB e 128 GB.

Na área da fotografia, a câmara é a mesma do modelo Plus – 12 MP + 20 MP com 2x teleobjetiva, além da câmara selfie de 20 MP. Só aqui não há lugar a estabilização EIS, apenas OIS.

A Meizu trouxe de volta o anel de flash para estes três equipamentos e, curiosamente, existem 6 LEDs no ringue.

A bateria no Meizu 15 tem capacidade de 3.000 mAh e o mesmo carregador de 24W.

O Meizu 15 estará disponível em branco, preto, azul e gold.

Meizu M15

Meizu 15 LiteO Meizu M15 é o modelo “light” deste grupo. É semelhante ao 15 com um ecrã de 5,46” com uma resolução 1080p +, mas é um LTPS LCD em vez de OLED.

Além disso, o processador é um Snapdragon 626, focado mais na eficiência do que na velocidade com seus oito núcleos Cortex-A53. A boa notícia é que continuamos a ter 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno.

O Meizu M15 recebe uma única câmara na parte traseira – um sensor de 12 MP (1,4 µm pixels) e f/1.9. Possui autofocos Dual Pixel, o que é uma surpresa. A câmara selfie é a mesma, com 20 MP tal como nos outros dois modelos.

A bateria de 3.000 mAh é carregada com uma versão um pouco mais lenta.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Uefa Futsal Cup – Sporting vs Inter Movistar na Final, hoje, com transmissão no Pavilhão João Rocha

Trailer e sinopse de “Hereditary”, 7 de junho nos cinemas