em

HTC parou de inovar em smartphones, admite novo CEO

HTC, a abreviatura de High Tech Computer Corporation já foi líder na indústria de smartphones. No entanto, devido à forte concorrência, principalmente dos OEMs chineses, perdeu uma parte significativa de sua participação de mercado nos últimos anos.

HTC

Quando questionado, no palco do TechCrunch Disrupt, realizado no início deste mês, sobre o motivo da queda da HTC, o seu recém-nomeado CEO, Yves Maitres, disse que a sua “empresa parou de inovar em smartphones”.

O responsável da HTC subiu ao palco logo após uma conversa individual com o co-fundador da OnePlus, Carl Pei. Aparentemente, o contraste entre as empresas não poderia ser maior. Por um lado, a OnePlus que foi fundada há cerca de seis anos, conseguiu capitalizar uma participação e reputação no mercado que valem a pena.

Provocação HTC

Por outro lado, a HTC tem se esforçado para permanecer à tona durante esse período. No segundo trimestre de 2019, registou uma nova perda trimestral consecutiva. Além disso, no ano passado, demitiu cerca de um quarto da sua equipa. Falando sobre sua participação de mercado, no ano de 2011, a HTC teve uma participação de mercado de cerca de 11%, enquanto no período atual o seu nome permanece oculto na seção “outros” na maioria dos relatórios.

Voltando às declarações do recém-nomeado CEO da HTC, que tem observado o desempenho da sua empresa, elogiou outros OEMs de smartphones, incluindo a Apple, Samsung e Huawei, que investiram fortemente no desenvolvimento do seu hardware. Pelo contrário, a HTC tem alocado recursos para o desenvolvimento de tecnologias de realidade virtual (VR).

HTC VIVE Pro Eye

Embora a sua empresa tenha feito avanços significativos no campo da RV, o momento da HTC não é o certo, pois a adoção dessa tecnologia foi mais lenta do que o esperado, reconheceu o alto funcionário.

HTC vai apostar no 5G

Ele acrescentou ainda que a HTC está a preparar-se para fazer um forte regresso ao mercado de smartphones. Desta vez, a empresa apostará em smartphones compatíveis com 5G e terá como alvo “países com maior PIB”.

Embora a HTC não espere uma resposta imediata, o sucesso será influenciado pela adoção do 5G. Ele disse que o ano de 2020 será o ponto de partida do 5G e que a implantação da rede normalmente leva cerca de 2 anos. O 5G, que também é considerado a próxima geração de telecomunicações, deve ter uma cobertura significativa até 2023 e a HTC acredita que o seu ponto de virada será em 2025 ou até mais cedo.

Fonte

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

APP NOS

Nova App NOS – Todo o serviço na palma da mão

Klaus: A Origem do Pai Natal | Trailer oficial | Netflix

Klaus: A Origem do Pai Natal | Trailer oficial | Netflix