“The Walking Dead” | Análise “The Calm Before” #S09E15

“The Calm Before” foi o nome do episódio de “The Walking Dead” desta semana.

Bem… Quem leu a minha análise ao episódio de “The Walking Dead” da semana passada percebeu que senti um pouco a falta de Alpha. Então, esta semana a nova vilã da série voltou em grande, num dos episódios mais chocantes de sempre.

Muita coisa aconteceu desde a morte de Glenn e Abraham às mãos (ou à Lucille) de Negan. Então, vocês pensam: “porque estás a escrever sobre isso?”. É que a última vez que senti tanta raiva a ver “The Walking Dead” foi precisamente nesse momento. Dou por mim vezes sem conta a pensar no porquê de a série não seguir mais os comics. Depois arrependo-me de tal pensamento quando a série decide voltar a seguir as bandas desenhadas de Robert Kirkman.

Estou aqui com grandes introduções desta vez e, pela primeira vez desde que faço análises da série, tenho de dizer para quem ainda não viu o episódio não ler mais nada a partir daqui. Este é mesmo um daqueles episódios cujo final atinge um clímax inesperado e que vale a pena ver sem conhecimentos prévios do que vai acontecer. Assumindo que quem está a continuar a ler já viu o episódio, então vamos lá analisar factos…

O episódio começou com um casal a partir para a Feira do Reino, mas pelo caminho são apanhados e mortos pelos Sussurradores. Alpha corta o cabelo da mulher, para mais tarde o usar para se infiltrar no Reino. Logo este início do episódio foi bastante triste, pois vimos a evolução de um casal que nunca tinha aparecido e vimos a felicidade deles a caminho do Reino, apenas para serem mortos.

A primeira parte do episódio foca-se no reencontro de várias comunidades no Reino para celebrar a feira e temos sequências verdadeiramente alegres. Ao que parecia, tínhamos um momento de calma, que em breve poderia começar a dar frutos…

É neste início que se dá o reencontro entre Carol e Henry e, principalmente, entre esta, Ezekiel e Judith, que já não os via há muito tempo. É aí também que temos Tara a ver Lydia e a afirmar que era suposto apenas terem levado Henry. Logo de seguida, temos os líderes a decidir o que fazer com a filha de Alpha e a concordarem em dar-lhe auxílio.

Então, alguns líderes partem para Hilltop, tendo em conta que os Sussurradores poderiam voltar para lá para recuperar Lydia. No entanto, logo após esta saída, Alpha infiltra-se no Reino e chega mesmo a falar com Ezekiel. A princípio achamos que esta apenas tentou ir buscar a filha, mas mais tarde no episódio, mesmo depois de encontrar Daryl e companhia, que tinham partido, percebemos que deixou o caos plantado…

Já perto do final, temos no ecrã um momento memorável e incrivelmente triste das comics. Acontece que aquando da invasão de Alpha ao Reino, esta capturou algumas pessoas… Entra elas, Tammy, os amigos de Henry, o próprio Henry, Enid, Tara e também alguns Homens da Estrada, que tentaram ajudar estes… Então, temos todas estas personagens mortas, com as cabeças transformadas em mortos-vivos, espetadas em paus… Tal e qual as maças que Enid tinha comido durante a feira.

Enfim, o resultado foi, de facto, chocante e, acima de tudo, triste. Muitas personagens que foram mortas ainda tinham muito para ser exploradas e estavam a começar a ter funções mais importantes na série, como é o caso de Henry e Tara. Mas tirando o choque inicial, é de reconhecer que este episódio foi grandioso.

Por fim, é de destacar que o nome do episódio foi “The Calm Before”, o que até nos deixa com medo de descobrir o que está por vir… Respiremos fundo!