Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Silas: “Poderíamos ter sofrido menos”

FUTEBOL - Antigo jogador, Silas o novo treinador do Belenenses, durante o primeiro treino da equipa realizado no estadio nacional no Jamor. Quarta feira 17 de janeiro 2018 (SERGIO MIGUEL SANTOS/ASF)

Ontem o Belenenses derrotou o Feirense pela segunda vez esta época e alcançou também a segunda vitória consecutiva que dá um grande fôlego à equipa do Restelo na luta pela permanência no escalão principal do futebol português. Silas, na conferência de imprensa após a vitória do Belenenses por 1-0, mostrou-se satisfeito pelos 3 pontos mas realça que a equipa ainda não está como ele quer.

Esta vitória traz muita confiança aos jogadores porque aquela série de jogos sem ganhar começava a pesar. Ganhámos estes dois e bem, mas poderíamos ter sofrido menos hoje. Podíamos ter feito golos antes e depois do que golo que marcámos. Mas neste momento a equipa está mais confiante e isso dá-nos pontos e também a subida na tabela classificativa. Ganhámos o jogo passado e também ganhámos hoje, mas as coisas ainda não estão como quero: um Belenenses mais dominador, sem ter de sofrer tanto para ganhar e também em que os jogadores sintam que têm capacidade para jogar um futebol mais atrativo. Sei que podemos fazer mais, mas só o conseguiremos com tempo e com vitórias.”

Sobre o novo esquema tático 3x4x3, o técnico azul refere que ainda não sabe se será para manter nos próximos jogos do campeonato.

Está a resultar, mas não sei se é para manter. Ainda nos falta saber gerir melhor o jogo com bola. Este sistema deu-nos mais estabilidade e seis pontos. Isso traz mais confiança aos jogadores. É provável que nos próximos jogos possamos aparecer assim, mas também é preciso analisar o próximo adversário.”, finalizou.

FONTE | MaisFutebol.pt

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar está a concordar com a utilização dos mesmos. Pode saber mais consultando a nossa Politica de Privacidade. AceitarSaber mais

X