Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Rescaldo: Uma lição de futebol dada pelos Vikings do Restelo!

Já está. O Belenenses segue em frente na Liga Europa, após empatar 0-0 em casa do IFK Gotemburgo e ao ganhar a eliminatória por um somatório de 2-1.

Se dúvidas existissem sobre qual é a equipa mais forte e com mais qualidade, este jogo fez questão de dissipar tudo isso. O Belenenses fez um jogo extremamente coeso, compenetrado e muito inteligente, o que acabou por garantir um empate, que podia muito bem ser uma vitória caso na frente houvesse alguém mais esclarecido. O esteio da vitória esteve na dupla do meio-campo composta por André Sousa e Ruben Pinto, que foram os motores que fizeram avançar a máquina azul. As únicas falhas da dupla, acaba por ser quando tinha de defender junto à área. De resto, impecável.

Neste embate de Gotemburgo, o Belenenses demonstrou ter uma equipa claramente com mais qualidade, bem montada e a ficar bem oleada. O futebol foi de posse e de bola no pé, tendo apenas alguns lapsos que acabavam por morrer na cabeça dos suecos. Suecos esses que pouco ou nada fizeram. Sem ideias, sem qualidade e sem acutilância, acabaram por se perder no excessivo jogo aéreo e nos sucessivos passes errados. Só dos 65 minutos até aos 85, é que o Gotemburgo foi capaz de aproveitar o ímpeto e por a equipa forasteira em sentido. Foram mesmo os únicos momentos em que estiveram por cima, todo o resto do jogo, foram domados e postos na linha.

O Belenenses acabou por não dispor de muitas ocasiões de golo, mas as que dispôs, foram mais perigosas que as do adversário. Tendo o cabeceamento de Sturgeon, o remate de Tiago Silva, e o lance final, como oportunidades mais flagrantes. Ventura apenas teve de se aplicar por uma vez – e que defesa! -, de resto, teve uma tarde tranquila. Os suecos ficaram sempre presos e sem uma ideia de jogo definida, enquanto isso, a equipa do Restelo acabava por montar uma estratégia que se viria a verificar letal e extremamente bem conseguida. Mérito para Sá Pinto, não só pela lição de futebol dada aos suecos, mas também por ter acertado em cheio nas substituições.

Estão todos de parabéns, fora enormes. Ganharam a eliminatória ao futuro campeão sueco e dominaram em toda a linha, provando que, a jogar assim, a fase de grupos será uma certeza. Parabéns, Vikings do Restelo.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar está a concordar com a utilização dos mesmos. Pode saber mais consultando a nossa Politica de Privacidade. AceitarSaber mais

X