CA Notícias
Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Opinião: A minha resposta à carta de Fernando Ferreira

Caro Fernando Ferreira,


começo por te dizer que enquanto jogador do Clube de Futebol “Os Belenenses”, sempre reconheci em ti muito talento. Naturalmente que não posso deixar de te agradecer tudo aquilo que deste ao clube, em especial naquela época em que durante diversos momentos tiveste honras de papel principal ao fazer parte duma equipa cujo percurso notável permitiu ao nosso Belenenses subir de divisão de uma forma tão brilhante quanto inesquecível.

Estava a responder à tua carta quando reparei que no site ZeroZero.pt já integras o plantel do Marítimo… É verdade?  É que o teu nome surge igualmente na lista de entradas e saídas, como jogador que sai do Belenenses com destino ao Marítimo. Estranho que assim seja, mas, a confirmar-se, envio-te por correio esta carta de agradecimento e votos de sucesso, com as alterações que se seguem.

«Agora como diz a minha mãe “fechou-se uma porta. Agora vai-se abrir uma janela. Resta saber o que o futuro me reserva, e irei trabalhar arduamente para ser melhor todos os dias.”», dizias tu no fim da tua carta de despedida (que não de despedimento, atenção)

Rapidamente te abriram a tal janela, que se calhar até já estava aberta, não Fernando? Tens a certeza que não calculavas já que o futuro de podia reservar umas férias bem passadas na ilha da Madeira? Lamentavelmente, e na sequência das declarações que constam da tua carta, bem como fruto de tudo aquilo que depois se vai sabendo a ritmo de conta-gotas, não me é possível dizer-te que saíste do Belenenses pela porta grande.

Continuo, porém, a desejar-te muito sucesso e as maiores felicidades pessoais… mas também continuarei, e cada vez mais, ao lado do NOSSO treinador Lito Vidigal. NOSSO, do Belenenses, claro!… e NOSSO, porque TEU também já não é…  se calhar ainda bem para ti, porque treinar duro e não ter dias de folgas seguidos depois das derrotas não deve ser fácil para quem não estava assim habituado, não é? Enfim, são coisas doutros tempos e de outros “MARCOS” que assinalaram ao longo da época passada uma campanha desportiva que a (quase) todos desiludiu.

Evidentemente que só é possível ter sorte e alcançar sucesso quem “trabalhar arduamente para ser melhor todos os dias” como tu escreveste, e muito bem, na tua carta de despedida e à qual eu fiz questão de responder.

Assim sendo, seja a jogar no Marítimo ou noutro clube qualquer, resta-me desejar-te toda a sorte que mereceres, Fernando.

ElePhan7


X