in

Marés Vivas: Segundo dia marcado por falha técnica e o regresso dos Ornatos Violeta

marés vivas,ornatos violeta,Mando Diao,meo,segundo dia, Marés Vivas: Segundo dia marcado por falha técnica e o regresso dos Ornatos Violeta

Os portugueses Ornatos Violeta fecharam o segundo dia de MEO Marés Vivas, que contou com Mando Diao . Carlão e Don Broco também subiram ao palco MEO este sábado, dia 20 de julho.

Segundo dia de MEO Marés Vivas e casa estava completamente repleta de festivaleiros que trocaram a praia pelo recinto esgotado e que só pensavam no final da noite, no concerto de cartaz Ornatos Violeta.

Antes dos cabeças de cartaz, às 19h30, os britânicos Don Broco subiram ao palco MEO. A banda de Rob Damiani, formada em Bedford, na Inglaterra, mostraram a sua força ao vivo e aqueceram o público quando o vento começou a convidar os festivaleiros a vestirem os seus casacos.

“Esta é a nossa primeira vez em Portugal. Obrigado Porto”, começou por dizer Rob Damiani. Com o foco no terceiro álbum de estúdio, “Technology”, a festa de Don Broco arrancou com o tema “Pretty”, seguido de “You Wanna Know” e “Automatic”. “Stay Ignorant”, “Everybody” e ” Greatness” também agitaram as marés e convidaram o público a dançar.

Para alegria de muitos fãs, “T-Shirt Song” e “Half Man Half God” não ficaram de fora do alinhamento. Pelo meio também houve “Money Power Fame”.

Pouco depois, às 20h40, Carlão subiu ao palco e trouxe consigo o seu mais recente disco, “Entretenimento?”, editado no ano passado. Durante quase uma hora, o cantor, que se estreou no festival, animou o público com os temas que tocam em loop nas rádios nacionais, como “Viver Pra Sempre” e “Agulha no Palheiro”.

No alinhamento não faltaram os temas “Os Tais”, “Na Batalha” e “Contigo”. Na reta final do concerto, Carlão entoou o célebre tema dos Da Weasel “Dialectos de Ternura” – a banda regressa aos palcos para uma “atuação única” no dia 11 de julho de 2020, no NOS Alive, no Passeio Marítimo de Algés.

Do início ao fim, o público acompanhou o artista e Carlão provou que a música portuguesa está de boa saúde.

ASSOBIOS E FALHAS TÉCNICAS NO CONCERTO DE MANDO DIAO

O concerto de Mando Diao não correu como esperado. Após 15 minutos do arranque com os temas “All The Things” e “Long Before Rock’n’Roll”, uma falha ténica dominou o palco MEO que lhes cortou o som do palco. Assobios e aplausos começaram a ser entoados num recinto esgotado para ver o cabeça de cartaz Ornatos Violeta.

“Tivemos aqui um problema técnico e vamos arrancar já de seguida”, anunciou em palco Jorge Lopes, diretor da PEV Entertainment. Durante 30 minutos, o público aguardou o regresso ao palco da banda liderada por Björn Dixgård.

Ainda assim, o vocalista dirigiu-se ao fosso, de guitarra na mão com o resto da banda, começaram a tocar para a fila da frente o tema “Dance With Somebody”, contagiando as restantes filas que os acompanharam. Por volta das 23h10, regressam a palco do festival nortenho e arrancam com “Mr Moon”, seguido de “Sweet Ride” e “One Last Fire”.

O REGRESSO DOS ORNATOS VIOLETA

A segunda noite do MEO Marés Vivas fechou com os portugueses Ornatos Violeta. O concerto marcou o regresso da banda do Porto aos palcos – o último espetáculo de Manel Cruz e companhia foi a 1 de novembro de 2012.

No festival nortenho, a banda celebrou os 20 anos do disco “O Monstro Precisa de Amigos”, lançado em 1999. O público juntou-se com toda a energia à “festa de aniversário” do álbum e embarcou numa viagem pelas canções que fazem parte da banda sonora de milhares de portugueses.

“Chaga”, “Fim da Canção”, “Capitão Romance” foram algumas das canções mais abraçadas pelo público. Mas foi em “Ouvi Dizer” que os fãs soltaram as vozes e encoraram os versos do tema dos Ornatos Violeta.

O alinhamento ainda contou com “Coisas”, “Há-de Encarnar”, “Deixa Morrer”, “Nuvem” e “OMEM”.

, As imagens do segundo dia de MEO Marés Vivas

As imagens do segundo dia de MEO Marés Vivas

, Sting, HMB e Morcheeba no último dia de MEO Marés Vivas

Sting, HMB e Morcheeba no último dia de MEO Marés Vivas