Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Gonçalo Martins validou golo do Boavista sem ouvir o VAR

Continua a polémica em torno do golo, do Boavista, validado por Gonçalo Martins. Bruno Paixão, que estava encarregue do VAR viu o fora de jogo e avisou, mas o árbitro já tinha dado reiniciado a partida.

Por esta altura e após vermos e revermos o lance, do golo de Mateus que dá o empate ao Boavista, frente ao Belenenses em cima do minuto 90′, já ninguém tem dúvidas que o mesmo acontece com o jogador a partir de uma posição irregular.

Em todos os lances de golo é regra do VAR ver todo o lance desde o seu inicio, para validar que tudo está dentro da regularidade. E foi isso mesmo que Bruno Paixão, que estava no centro de vídeo-arbitragem, fez, tendo indicado ao VAR assistente que dissesse ao árbitro para esperar até que pudesse confirmar que tudo estava dentro da legalidade.

De acordo com o jornal Record, Bruno Paixão detetou o fora de jogo de Mateus e deu indicação para que o lance fosse anulado, 55 segundos após o remate, mas foi precisamente nesse momento que Gonçalo Martins deu por reiniciada a partida impossibilitando a reversão da decisão.

O Record acrescenta ainda, que após o final da partida Bruno Paixão, através do auricular, terá questionado o motivo pelo qual Gonçalo Martins não esperou pela sua informação, não tendo obtido qualquer resposta. Logo a seguir, contactou João Ferreira, vice-presidente do Conselho de Arbitragem (CA), explicando toda a situação.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar está a concordar com a utilização dos mesmos. Pode saber mais consultando a nossa Politica de Privacidade. AceitarSaber mais

X