Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Gonçalo Brandão: “Envergo esta camisola desde os 6 anos”

O plantel do Belenenses apresenta-se este ano com sete atletas que fizeram a sua formação de cruz ao peito, um deles é Gonçalo Brandão que, como o próprio faz questão de relembrar, enverga “esta camisola desde os 6 anos”.

Em declarações ao Record o defesa-central fala da honra e exigência que é vestir a camisola do Belenenses: “Temos o nosso ADN e isso está muito vincado em nós. Cada jogador que entra neste clube sabe que vem para um grande, que tem a sua mística, e que a exigência é muito grande. Isso nota-se não só na história como nos adeptos. Existe uma grande responsabilidade em honrar esta camisola”

O defesa continua sublinhando a importância de haver sete jogadores da formação no plantel: “Por um lado, mostra que o trabalho continua a ser feito desde a base e a dar frutos. Por outro, permite transmitir toda uma cultura que é única”.

“Envergo esta camisola desde os 6 anos, e já no meu tempo era normal haver cinco ou seis jogadores que integravam o plantel principal que estavam cientes do que era vestir a camisola. Aprendi a perceber que o Belenenses não é um clube qualquer. É um clube com uma grande história, é um grande e nunca deixará de o ser. Cabe-nos transmitir esta cultura de exigência”

OS NOVOS DO RESTELO

“É bom haver sete jogadores da formação no plantel. É uma honra representar o Belenenses, que está a trabalhar bem e a apostar nos jovens. Por outro lado, há uma mística que tentamos transmitir”, Gonçalo Tavares, lateral-direito.

“É cada vez mais importante apostar na formação e o Belenenses está a fazê-lo. O clube sempre foi um grande de Lisboa e é fundamental passar esses valores”, Nuno Tomás, defesa-central

“Haver no plantel sete elementos formados no clube, ainda por cima todos portugueses, é sinal de que há qualidade. Nós vamos tentando transmitir este espírito a todos”, Tiago Silva, médio

“É bom, porque mostramos aos jovens que podem chegar a este patamar. É uma honra representar o Belenenses, que tem história, títulos e é grande”, Fábio Sturgeon, extremo

“O clube dá valor aos jogadores mais jovens e isso mostra logo o que é o Belenenses. Há muita qualidade na formação”, Dálcio, extremo

“Voltámos a crescer e estamos a cimentar a posição de clube grande. É importante dar espaço aos mais novos”, Abel Camará, avançado

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar está a concordar com a utilização dos mesmos. Pode saber mais consultando a nossa Politica de Privacidade. AceitarSaber mais

X