CA Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Filosofia inovadora para erguer Belenenses

João Uva promete inovar o râguebi do Belenenses. O novo diretor desportivo e treinador dos azuis, que antes de coadjuvar Frederico Sousa na Seleção Nacional teve experiências no Brasil e Inglaterra, tenciona implementar no Restelo a filosofia de trabalho que conheceu nos Crusaders – equipa da Nova Zelândia –, que defende ser a ideal para revitalizar a dinâmica do clube.

“São conceitos simples mas que não são muito utilizados por cá”, garantiu o antigo capitão do Belenenses, apontando “o modelo de gestão e métodos de trabalho” dos neozelandeses como as principais características a implementar. “A ideia é criar uma política transversal e uma filosofia de clube, de procedimentos, de cultura desportiva e de râguebi”, apontou, recusando a ideia de criar “um Belenenses à João Uva”. “Gostaria que o Belenenses tivesse a mesma paixão que eu tinha e uma imagem forte e de saúde”, apontou.

O objetivo principal é o desenvolvimento dos jogadores a médio/longo prazo, criando um método de trabalho uniforme que, depois de aplicado, possa conduzir o clube ao sucesso. Uva não promete títulos – “isso dependerá de muitos fatores”, reconhece – mas garante que o Belenenses “vai ter uma filosofia de clube ganhador e lutador”.

Herança

Campeão nacional com apenas 18 anos, ao lado do próprio João Uva, o capitão Diogo Miranda promete ser uma espécie de “braço” em campo do seu antigo companheiro de equipa. Garante que o regresso de Uva é “obviamente um motivo de orgulho” para todo o grupo de trabalho, que tem a plena noção “do que ele representa para o clube e do símbolo que era”. Além de que sabe o que é ser campeão pelo Belenenses e o que tem faltado desde 2008

“Tem-nos faltado chegar às finais e sermos mais frios e metódicos nos momentos decisivos”, analisa Miranda, condescendendo que “a equipa também não o era em 2008”. “Porém, dado o espírito que existia nesse grupo, de união e garra, aliado à grande qualidade de vários jogadores que entretanto foram saindo, dificilmente essa época poderia terminar de outra forma”, disse.

 

X