Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Exclusivo: Tiago Silva: “Tenho a ambição de jogar a Liga Europa pelo Belenenses”

Esta semana a Comunidade Azul deslocou-se ao Restelo para conversar com um dos jogadores mais talentosos do clube e o que está há mais tempo seguido. Falamos pois de: Tiago Silva. Um dos últimos números 10 falou-nos do seu percurso no Belenenses, dos seus sonhos e ambições e do amor que tem ao clube. Tudo isto se encontra na entrevista a baixo. Ao Tiago, só temos de agradecer a acessibilidade, a gentileza e a paciência. Por tudo isto, obrigado, Tiago!

Comunidade Azul: Tiago, chegaste ao Belenenses na época 2009/2010 vindo do Benfica. Conta-nos como é que vieste cá parar, como foi todo esse processo e como surgiu essa hipótese.

Tiago Silva: Na altura era juvenil do Benfica e tinha poucas oportunidades de jogar, estava a jogar fora de posição inclusive. Então, o mister Jorge Castelo e o mister Rui Águas tiveram uma conversa para eu vir cá treinar à experiência. Tive duas semanas a prestar testes, na altura com o mister Romeu. Já conhecia a história do clube, então aceitei de bom grado. Um dos meus objectivos era jogar no Belenenses, não estava a jogar no Benfica e o Belenenses era um bom clube para eu me mostrar.

Comunidade Azul: Qual foi a tua primeira impressão quando chegaste ao clube?

Tiago Silva: A realidade era um bocado diferente, se bem que o mister Romeu era um treinador à imagem de um clube grande, como o Belenenses é, então não notei grande diferença, pelo menos ao nível do treino.

Comunidade Azul: Depois de três épocas nas quais foste preponderante nas camadas jovens, chegas aos seniores. Como é que foi teres recebido essa notícia? Estavas à espera?

Tiago Silva: Sinceramente o professor Jorge Castelo tinha-me alertado para o facto de poder vir a ter poucas oportunidades, sobretudo pela minha baixa estatura. Trabalhei muito durante a minha época de formação para poder alcançar a titularidade. Tive também a sorte de encontrar o mister Van Der Gaag, que me deu a mão e apostou em mim numa altura fulcral da minha carreira, que é a transição para o seniores.

Comunidade Azul: Conta-nos de que forma viveste a tua estreia pelos seniores. Qualquer jogador sonha com isso, ainda te lembras?

Tiago Silva: Lembro-me perfeitamente. Nesse dia tinha falecido um dos meus melhores amigos e tínhamos jogo aqui para a Taça. Foi um misto de emoções. Estava triste pelo sucedido mas estava feliz por me estrear. Felizmente correu bem, marquei um golo e ganhámos 1-0. Foi óptimo ter-me estreado pelos seniores, ainda para mais sendo pelo Belenenses.

Comunidade Azul: A tua primeira época enquanto senior foi fantástica. O Belenenses fez história na 2ª Liga, algo que muito dificilmente se repetirá e, esperamos, nunca mais seja repetido pelo Belenenses. Como foi viver isso, ainda para mais sendo a tua época de estreia?

Tiago Silva: Antes de mais espero mesmo que o Belenenses não faça história na Segunda Liga. Nunca mais mesmo. Um clube de Primeira Liga não pode, nunca mais, estar na Segunda Liga. Como é eu vivi isso? (risos) Chegou a um ponto em que já estava tão habituado a ganhar que quando chegava a casa já não me perguntavam se tinha ganho, mas sim “por quantos é que ganhaste?”. Foi o ano mais feliz da minha vida.

Comunidade Azul: Sentes que toda a euforia, as celebrações e atenção em torno do clube, provaram que o Belenenses sempre foi um gigante adormecido?

Tiago Silva: Sim, o Belenenses é um clube grande, em Portugal e não só! Não direi que estava adormecido, estava apenas a preparar-se para voltar aos tempos áureos.

Comunidade Azul: A nível pessoal correu-te muito bem. Foste preponderante e um dos jogadores mais influentes e utilizados. De que forma analisas a tua influência e a confiança que transparecias em campo? Não parecia que era a primeira vez que jogavas a este nível.

Tiago Silva: Há vários factores que rodeiam o mundo do futebol: um deles é o treinador e a confiança que ele te dá. É fulcral. Mas não é só o treinador, são os jogadores, o staff técnico, os adeptos, os dirigentes e tudo o que envolve o clube. Era acarinhado e tinha vindo a fazer bons jogos, o treinador demonstrava confiança em mim e dava-me liberdade para eu fazer o que quisesse nos processos da equipa. As coisas assim foram muito mais fáceis para mim.

Comunidade Azul: Pegando no que disseste acerca do treinador, que importância teve o Mitchell Van Der Gaag na tua carreira?

Tiago Silva: O Van Der Gaag foi talvez a pessoa mais importante na minha carreira. Ainda é curta, mas tenho mesmo a certeza que foi uma das mais importantes, se não a mais importante. Ele devolveu-me a alegria de jogar, que tinha perdido. Devolveu também a confiança, entre muitas outras coisas. Foi quase como um pai para mim.

Comunidade Azul: Sentes que se não fosse o Van Der Gaag o teu percurso não tinha sido o que foi até aqui?

Tiago Silva: Sem dúvida alguma. Eu tenho mérito em algumas coisas, ele não me ia aceitar no plantel se eu não provasse que merecia. Mesmo assim, apostou em mim sendo um miúdo da formação, um jovem. O clube estava na fase que estava, tinha de voltar à Primeira Liga urgentemente, tinha a pressão dos adeptos e de outros factores externos e ele não quis saber, pôs a jogar os melhores, os que ele achava que podiam ser úteis. Isto independentemente da altura, do peso, da cor, do estatuto.

Comunidade Azul: Na época a seguir a uma campanha fantástica, infelizmente na 2ª Liga, estreias-te na 1ª Liga. De que forma o descreves? Estavas à espera de o fazer tão cedo?

Tiago Silva: Sinceramente não estava. Eu queria muito ser jogador de futebol, imaginei-me até a jogar na Primeira Liga, num clube grande como o Belenenses, mas tão cedo, não. Foi uma surpresa total para mim.

Comunidade Azul: Apesar de ter sido uma época sofrida até ao fim, consideras que foi uma boa experiência? Sobretudo a nível pessoal.

Tiago Silva: Sem dúvida alguma. Serviu para crescer, para remendar erros do passado e não os voltar a cometer, aprendendo com os mesmos. A prova disso é que estamos no 6º lugar e estamos bem encaminhados.

Comunidade Azul: Como disseste, e bem, o clube esta época está num bom caminho para voltar de novo a pisar os palcos europeus. Como vês isso? É um sonho para vocês?

Tiago Silva: Sim, definitivamente. Para quem se comprometeu a conquistar uma posição melhor do que a do ano passado, estamos no 6º lugar e na iminência de chegar ao 5º e à Liga Europa para o ano, é um sonho. Tanto para mim como para todos os meus colegas.

Comunidade Azul: Gostavas de jogar a Liga Europa com a camisola do Belenenses?

Tiago Silva: Se gostava! Não há explicação.

Comunidade Azul: É um dos teus objectivos a um curto prazo?

Tiago Silva: Primeiro ainda tenho o Europeu de Sub-21, que é já no Verão. Sei que não tenho jogado com regularidade e que por isso estou uns passos atrás de alguns e a minha convocatória será difícil. Como tal, o meu objectivo a um prazo mais curto seria o Europeu e depois, sem dúvida alguma, se as coisas se proporcionarem, jogar a Liga Europa pelo Belenenses.

Comunidade Azul: Estás no Belenenses há 6 temporadas, és o jogador que está há mais tempo seguido no clube, sentes essa responsabilidade? Sentes que, apesar da tua tenra idade, já és uma referência para alguns?

Tiago Silva: Sim, a par de outros jogadores. O Fredy, que saiu agora, o Fábio Sturgeon, o Pelé, o Abel, o Dálcio. Não sinto que seja uma referência, ou algo parecido, sinto é que, a par de todos eles, somos a imagem da casa.

Comunidade Azul: Não te irrita quando dizem que foste formado no Benfica?

Tiago Silva: Vamos lá ver, eu tive várias fases da minha formação, mas a que me fez crescer mais foi, inegavelmente, aqui. O Belenenses devolveu-me a alegria de jogar. No Benfica jogava fora de posição, jogava pouco e aqui foi o sítio onde passei os melhores anos da minha vida. Não sinto que tenha sido formado no Benfica.

Comunidade Azul: Já estás há tanto tempo nesta casa ao ponto de a poderes considerar tua?

Tiago Silva: Às vezes quando chego a casa digo que o Restelo é que é a minha verdadeira casa (risos). Eu passo aqui a maior parte da minha vida. Só passo algumas horas com os meus pais e com a minha irmã e com a minha namorada, de resto, o meu tempo é todo passado aqui. Esta é a minha casa.

Comunidade Azul: Posto isso, podes dizer que sentes o Belenenses como o teu clube?

Tiago Silva: É o meu clube, sem dúvida alguma.

Comunidade Azul: Sentes acarinhado pelos adeptos? De que forma é que sentes esse apoio?

Tiago Silva: Muito. No ano de 2ª Liga foi parte importante do meu crescimento. Senti muito apoio. Tenho noção que houve jogos em que estive menos bem e que mesmo assim as pessoas aplaudiam e gostavam de mim. Por tudo isso, estou muito grato aos adeptos. Sinto que foram parte da minha vivência e do meu crescimento.

Comunidade Azul: Reconhecem-te na rua? Sendo tu tímido, como é que lidas com esse “reconhecimento”?

Tiago Silva: Ao inicio era um bocado constrangedor para mim (risos). Na altura também me tinha estreado pela seleção e o reconhecimento não era só dos adeptos do Belenenses mas também das pessoas de fora. Como tu dizes, sou um bocado tímido e ficava um bocado envergonhado. Agora já reajo com mais naturalidade.

Comunidade Azul: Ainda tens 21 anos, vês-te a chegar a seleção AA? É um objectivo a curto prazo?

Tiago Silva: É óbvio que é um objectivo, é um objectivo de qualquer jogador. Mas vou andando passo a passo. Neste momento ainda não é o objectivo prioritário. Ainda há o Europeu de sub-21, não quero saltar fases, ainda para mais a minha posição nos sub-21  não está garantida de maneira nenhuma. Por isso, quando tiver de ser, vai ser.

Comunidade Azul: Gostavas que fosse com a camisola do Belenenses?

Tiago Silva: O Ventura e o Rui Fonte são a prova disso. Eu ia dizer que um jogador do Belenenses não tem tanta facilidade a chegar à seleção, uma vez que se olha mais para os mesmos de sempre, mas o Ventura e o Fonte são prova do contrário. O Belenenses já começa a ser visto com outros olhos, não só pela posição que ocupa, mas porque “acordou” finalmente. Se for com a camisola do Belenenses, melhor.

Comunidade Azul: Agora a pergunta à qual já respondeste muitas vezes ao longo da entrevista: esperas estar no Europeu de sub-21? Se sim, achas que depende da tua prestação neste final de época?

Tiago Silva: Adorava. Além do objectivo clube, tenho o objectivo seleção. Gostava muito de ser convocado para os sub-21, apesar de ter total noção que a concorrência é forte e eu parto um pouco atrás. Mas claro que é um objectivo.

Comunidade Azul: Agora uma série de perguntas de resposta rápida:

Melhor momento enquanto jogador do Belenenses?

Tiago Silva: Melhor momento? Tive tantos… Mas talvez a altura em que fomos campeões.

Comunidade Azul: E o pior?

Tiago Silva: O ano passado quando estávamos naquela situação perigosa de descer.

Comunidade Azul: Melhor golo?

Tiago Silva: Melhor golo? Eu marco poucos golos, mas talvez o contra o Arouca para a Taça, que teve alguma importância.

Comunidade Azul: E o jogo mais difícil?

Tiago Silva: Foram as goleadas sofridas. Sobretudo a dos 7-1 com o Braga, custou muito.

Comunidade Azul: Sentes que a tua posição, como número “10”, está em extinção no futebol moderno?

Tiago Silva: Não sei. Depende do estilo de jogo de cada equipa. As equipas mais pequenas não optam por um número 10 com as minhas características, é mais bola para a frente e um 9,5, um jogador mais de rupturas. Agora um clube grande não. Há grandes equipas com jogadores de qualidade nessa posição.

Comunidade Azul: Sentes que existe algum preconceito, sobretudo nas camadas jovens, com jogadores de baixa estatura?

Tiago Silva: Sim, muito. Não só nas camadas jovens, também no futebol profissional isso acontece muito. Se tiverem de escolher entre um jogador franzino, tipo eu, ou um de elevada estatura, vão escolher o mais alto, infelizmente.

Comunidade Azul: O quê que te motiva?

Tiago Silva: A minha família e a minha namorada. São todos eles.

Comunidade Azul: Pontos fortes?

Tiago Silva: Talvez o passe.

Comunidade Azul: Pontos fracos?

Tiago Silva: Jogo de cabeça (risos).

Comunidade Azul: Não te imaginas a marcar um golo de cabeça?

Tiago Silva: Imagino. A finalizar, eu sou bom de cabeça. Agora o meu problema é saltar, não o salto em si, porque eu até tenho boa impulsão, mas o choque lá em cima.

Comunidade Azul: Para acabar em beleza vamos ao seguinte: Sabemos que gostavas de jogar no Campeonato Espanhol, porém, imaginas-te a fazer toda a carreira no Belenenses? Ou mesmo a sair e a voltar um dia?

Tiago Silva: Fazer a minha carreira toda no Belenenses não é coisa que me deixasse triste, mas não é bem o meu ideal de futuro. Toda a gente sabe que o Belenense está a crescer, vai voltar a reafirmar-se, mas eu gostava de dar uma boa vida aos meus pais, à minha namorada e como tal, preciso de meios. No entanto, era como muito bons olhos que via o regresso ao Belenenses. Aliás, se sair, souber que sou bem-vindo, faço questão de terminar aqui.

Comunidade Azul: Quem é o teu ídolo?

Tiago Silva: Já o disse várias vezes, é o Pablo Aimar.

Comunidade Azul: Por fim, importa saber, lês a Comunidade Azul?

Tiago Silva: Como? Não tenho facebook!

Comunidade Azul: Mas tens internet! (risos) E podes procurar.

Tiago Silva: Tens razão! Juro que vou estar mais atento a isso e vou ler tudo (risos).

Comunidade Azul: Bem, a entrevista chegou ao fim, queríamos-te agradecer o tempo dispendido e a disponibilidade. Para fechar com chave de ouro, uma mensagem para os adeptos do Belenenses.

Tiago Silva: Queria agradecer o apoio. Tanto neste ano, como em anos anteriores, têm sido fantásticos e muito importantes para nós. Mesmo aqueles que nos criticavam, uma vez que nos obrigavam a contrariá-los. Basicamente, queria agradecer e pedir o apoio deles para o que falta da época e já esta semana, que isto vai estar cheio e esperamos que não seja com muita gente do Benfica.

Obrigado.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar está a concordar com a utilização dos mesmos. Pode saber mais consultando a nossa Politica de Privacidade. AceitarSaber mais

X