CA Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

outubro, 2017

21out19:0020:00Jazz ao Centro 2017 | AMBIQConvento São Francisco, Avenida da Guarda Inglesa nº 1.ACategoria:Entretenimento

Detalhes

AMBIQ
CONCERTO
Max Loderbauer (sintetizadores modulares)
Samuel Rohrer (percussão, electrónica)
Claudio Putin (clarinete, electrónica)

- Publicidade -

DATA 21 Outubro
HORA 19h
LOCAL Convento São Francisco / Black Box
PÚBLICO ALVO Maiores de 6 anos
PREÇO 5€

Há um jazz electrónico que o é por muito mais do que incluir sintetizadores e os Ambiq são um dos seus mais dignos representantes. Formado pelo alemão Max Loderbauer (o mesmo que, com Ricardo Villalobos, fez alucinantes remisturas de temas da ECM assinados por John Abercrombie e Bennie Maupin) com os suíços Claudio Puntin e Samuel Rohrer, nomes que associamos a João Paulo Esteves da Silva, o clarinetista num passado ainda não distante do músico português e o baterista integrando o presente JPES Trio, o grupo vem propondo uma música electroacústica com beats (e “anti-beats”, especialidade de Rohrer) que deriva tanto do que vai acontecendo nas margens experimentais do techno quanto do jazz criativo. Uma música que é ambiental mas imersiva e assumidamente artificial na construção apesar de orgânica na sua humanidade expressiva. Se neste contexto Loderbauer trocou o seu piano de formação pelo Buchla 200e, os outros dois desdobram-se entre os seus instrumentos acústicos e dispositivos como mini-mallets e kaoss pads. Alguma relação com os Weather Report pode ser detectada, mas tanto quanto a influência que também transparece de uns Tangerine Dream, fundadores do kosmische rock.
Uma improvisação dos Ambiq não flui, flutua. Adopta diversas densidades consoante as camadas de som se vão sobrepondo ou dissolvendo, umas vezes ganhando massa e em outras permitindo transparências, sempre com uma linha de groove que une os muitos elementos, entre repetições em loop e harmónicos controlados. A sonoridade de conjunto é intencionalmente retro, tem patine, reenviando-nos para a electrónica dos primórdios, aquela produzida por grandes máquinas modulares com fios pendurados. Por vezes, parece-nos ouvir a banda-sonora de um velho filme de ficção científica, mas com envolvências que são muito próprias deste início do século XXI. Daí vem, aliás, a outra vertente desta proposta, e esta é futurística. Os Ambiq navegam em território ainda por cartografar. Os mapas existiam, mas faltava-lhes pormenor, faltava a sinalização das elevações geológicas e dos cursos de água. Com o contributo do trio, é todo um mundo que se completa.
Um mundo que o projecto Ambiq bem representa. Loderbauer não é, nem nunca pretendeu ser, um músico de jazz. É um produtor de música de dança que também sabe tocar Bach e que absorve tudo aquilo que lhe chega aos ouvidos. Já Puntin tem o jazz no seu código genético, mas este idioma musical é apenas um entre vários que domina – enquanto compositor já escreveu para orquestra sinfónica e para grupos de instrumentos inventados e enquanto executante integrou tanto o Ensemble Modern como colaborou com Steve Reich e Hermeto Pascoal, entre outras e muito diferentes figuras. O mesmo se pode dizer de Rohrer, que não só encontramos nos circuitos do jazz mais straight ou do vanguardista como a acompanhar Laurie Anderson. Tudo isso se reflecte caleidoscopicamente num concerto dos Ambiq.

Bilheteira do Convento São Francisco
Horário de Funcionamento: diariamente entre as 15h00 e as 20h00
Telefone: 239 857 191
Email: bilheteira@coimbraconvento.pt

Bilhetes
5€ – Bilhete único
15€* – Bilhete diário
*O bilhete diário dá acesso à programação de Jazz do dia 21 de outubro e poderá ser adquirido na bilheteira do Convento São Francisco.
Eventos limitados à lotação das salas.

Horário

(Sábado) 19:00 - 20:00

Local

Convento São Francisco

Avenida da Guarda Inglesa nº 1.A

Produtor/Promotor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X