CA Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

“The Crossing” – Análise “Pilot” #S01E01

O primeiro episódio de "The Crossing" serviu de introdução às várias personagens.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

“The Crossing”, a nova série do canal TVSéries, leva-nos diretamente para Port Canaan, uma pequena e tranquila aldeia piscatória no estado de Washington, onde, certo dia, começam a dar à costa vários corpos. Na verdade, são cerca de quinhentas pessoas, das quais apenas quarenta e sete estão vivas.


O episódio começa por levantar várias questões: quem são aquelas pessoas? De onde vêm? De que fogem? Será que falam a verdade? Serão eles os primeiros a chegar? Todas estas perguntas foram respondidas neste episódio piloto.

Claro que ao início todos pensam que as pessoas que deram à costa são refugiados ou passageiros de algum avião ou barco que teve um acidente. No entanto, pelo que parece, estas pessoas vêm de um futuro próximo onde naquele mesmo sítio está a haver uma grande guerra. Mesmo quando contam a verdade, é difícil de acreditar. Apenas num momento mais à frente do episódio é que todos ficam com certezas de que estas pessoas que apareceram na praia estão mesmo a contar a verdade e não são daquele tempo.

Este primeiro episódio serviu de introdução a certas personagens e à série em si. Apresentou-nos o Xerife Jude (interpretado por Steve Zahn), que é uma das primeiras pessoas a encontrar os corpos, e a agente Emma Ren (Sandrine Holt), que está agora a inspecionar o caso e é quem interroga as pessoas. No grupo de pessoas, destacou-se logo a pequena Leah (Bailey Skodje), que perdeu a sua mãe antes de chegar à praia. Por sua vez, a mãe, Reece (Natalie Martinez), também já apareceu neste episódio e é ela que nos mostra que estas pessoas (ou pelo menos uma parte delas) têm poderes sobre-humanos como uma maior agilidade e rapidez.

Ao longo do episódio, várias outras personagens foram tendo foco e nos minutos finais há uma conversa que nos mostra que pessoas como aquelas já estavam a viver naquele sítio, sendo que este grupo não é o primeiro a chegar. O objetivo dessas pessoas era “mudar a história”, de modo a evitar a tal guerra – o que, aparentemente, não aconteceu.

Para um primeiro episódio, este foi capaz de nos deixar bastante curiosos. A série revela, desde já, ser bastante misteriosa. Ficamos com bastante vontade de continuar a ver, para saber mais sobre tudo, especialmente sobre as personagens.


Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixar uma resposta

X