CA Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Agenda Cultural – 2 a 8 de Outubro

Damos início a um novo mês, e com isso a mais uma semana de programação cultural. Fica de seguida uma selecção dos espectáculos a marcar na agenda nesta primeira semana de Outubro.

O maior destaque é certamente a presença de Sasha Waltz em Lisboa. Kreatur é o espectáculo que Sasha Waltz & guests tráz ao Centro Cultural de Belém nos dias 4 e 5. A coreógrafa alemã é caracterizada por um trabalho radical e inovador, em que a há uma exposição de corpos e utilização dos mesmos como dispositivo narrativo. Neste espectáculo, Waltz explora a realidade social, reflectindo sobre a liberdade, o poder e a ausência de poder, o isolamento e a comunidade.

No dia 4 de Outubro arranca na Casa da América Latina, uma exposição do fotógrafo Daniel Mordzinski. O argentino ficou conhecido por fotografar escritores, e esta exposição tráz a Lisboa centenas retratos de autores, dos quais 70 são portugueses. António Lobo Antunes, José Saramago e Agustina Bessa-Luís estão entre a lista de escritores portugueses retratados que poderão ser vistos até 29 de Dezembro.

El Conde de Torrefiel apresenta no Teatro Maria Matos o espectáculo La posibilidad que desaparece frente ao paisaje. Com texto de Pablo Gisbert e direcção e dramaturgia deste com Tanya Beyeler, aqui são explorados os territórios selvagens da mente humana através de corpos nus em cenas poderosas e perturbadoras. Para ser assistido a 3 e 4 de Outubro.

Nesta mesma data, estará em cena no Theatro Circo de Braga o História do Cerco de Lisboa. Com encenação de Ignácio Garcia, este espectáculo leva ao palco o romance de José Saramago com o mesmo nome, onde será abordada a coragem de dizer “não” em vez de dizer um mais leviano “sim”.

No dia 4, teremos oportunidade de assistir a Público Reservado. Numa encenação de Renata Portas, com texto de Jean Anouilh, a premissa deste espectáculo é a seguinte: Medeia habita agora numa roulotte. A personagem da intemporal tragédia grega está agora num lugar de desolação e abandono, onde se pode reflectir sobre a vida sem amor. Estará em cena no Auditório de Campo Alegre, no Porto, até sábado, dia 7.

No Teatro Aberto, em Lisboa, estreia esta semana o Toda a Cidade Ardia, encenado por Marta Dias. O texto com autoria da mesma é inspirado em poemas de Alice Vieira, e este apresenta-nos Ana, personagem que tem uma história para contar que nos leva a atravessar a cidade em chamas, vítima de revoluções e do passado que é tão distante do presente. Pode ser assistido de 6 a 29 de Outubro.

Também no dia 6, estará no Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, o espectáculo Libertação. Aqui haverá uma reflexão sobre o trauma da Guerra do Ultramar, as suas repercussões e a queda do regime totalitário português. Uma criação de André Amálio e do Hotel Europa.