Crítica: “Os Meninos Que Enganavam Os Nazis” (Un sac de billes)

de Christian Duguay

Os Meninos Que Enganavam Os Nazis” é um filme tocante de Christian Duguay, que nos leva até 1940, mesmo no inicio da Segunda Guerra Mundial e nos apresenta uma família de Judeus, que têm uma barbearia e cujo conhecimento vai passando de pai para filho.

- Publicidade -

À primeira vista, é capaz de nos induzir em erro e fazer-nos pensar que este é mais um filme sobre um dos piores e mais horríveis acontecimentos da nossa história até os dias de hoje, a Segunda Guerra Mundial, mas é muito mais do que isso. O filme acima de tudo conta-nos a história de uma família, que teve de fazer enormes sacrifícios para se manter viva.

Crítica: "Os Meninos Que Enganavam Os Nazis" (Un sac de billes)

Temos dois pequenos rapazes que são os grandes protagonistas da história, que são obrigados a fugir sozinhos, num mundo cruel, com mais gente a querer fazer-lhes mal do que bem, sem saberem em quem confiar e o que podem fazer.

Mostra-nos a capacidade de ambos para se manterem vivos, mas acima de tudo mostram-nos o amor que deve estar presente em todos nós e especialmente entre membros da mesma família. Faz-nos refletir, se só em tempos de desgraças e guerras é que há união entre a família e se em situações de vida ou de morte, ainda haverão pessoas corajosas o suficiente para ajudar os mais frágeis e necessitados a sobreviver, ou se apenas nos interessamos por nós mesmos.

Crítica: "Os Meninos Que Enganavam Os Nazis" (Un sac de billes)

São muitos os filmes desta temática, a maioria deles é sangrento e faz-nos ter uma ideia muito reduzida daquilo que poderá ter sido a guerra, mas são poucos os que nos tocam da maneira que este o faz, não temos grandes cenas de acção, nem bombas, mas quando há alguma morte, é verdadeiramente cruel, principalmente porque estamos a ver a história de Judeus e conseguimos ter uma ideia do que terá sido para eles este momento tão crítico.

É um excelente filme para quem gosta de histórias verdadeiras, uma vez que as personagens do filme e as suas histórias são inspiradas em pessoas reais. Para os apreciadores de filmes da temática da Segunda Guerra é uma excelente escolha e não devem deixar de o ir ver ao cinema. Quanto ao público em geral, é um filme a não perder, que nos dá a conhecer um pouco mais da época negra da Segunda Grande Guerra e nos transmite grandes valores, como os da amizade, confiança, cumplicidade e o amor, mostrando-nos que apesar de a vida nem sempre nos sorrir como desejamos, temos sempre o apoio na nossa família.

Crítica: "Os Meninos Que Enganavam Os Nazis" (Un sac de billes)

Um filme a não perder nas salas de cinema durante as próximas semanas.

90%
Verdadeiramente Tocante

Os Meninos Que Enganavam Os Nazis, um filme tocante das mãos de Christian Duguay

Na França ocupada pelas forças nazis, Maurice (Batyste Fleurial) e Joseph (Dorian Le Clech), dois jovens irmãos judeus e entregues a si mesmos, demonstram incríveis doses de manha, coragem e ingenuidade para escaparem à invasão inimiga e tentar reunir de novo a sua família.
  • Márcia Brilhante

- Publicidade -