[Juniores] Belenenses, 3 – Atlético, 0

Jogo aberto, com superioridade azul na primeira meia-hora, mais equilibrado no tempo restante. Belenenses termina a Lisbon League na segunda posição, atrás do Vitória de Setúbal e ultrapassando na recta final o Sporting, derrotado em Linda-a-Velha por 3-1. Brevemente, teremos aqui os comentários dos treinadores José Sousa (Belenenses) e Rolão (Atlético), a que acresce o médio Tiago Fernandes.

Início avassalador do Belenenses, que dinamizado à rectaguarda por Nuno Tomás, e com bom entrosamento entre sectores, a que acresce um Miguel Lopes endiabrado, acumulou um número absurdo de oportunidades. Destas, só uma deu em golo, num lance bem garrido entre Miguel Lopes, Tiago Fernandes e Jota, surgindo o batalhador Yussufi a facturar. A partir da meia-hora o Atlético equilibrou, com o ala Gonçalo Campos a galvanizar a reacção. Da que parecia ser a maior valência da turma alcantarense, os lances de bola parada, Efraim esteve à beira do empate aos 40 minutos, mas Tomás Corrêa respondeu com a defesa da tarde.

A segunda parte deu continuidade ao final da primeira, com o Atlético a enviar à barra, de livre, aos 57 minutos. Respondia o Belenenses com rapidez na transição ofensiva, conforme constatámos no lance de Renato Gonçalves praticamente na resposta, chegando ao 2-0 na concretização de uma grande penalidade. Os alcantarenses não desarmavam, principalmente por Efraim e Tomás Coelho, enquanto Rolão jogava ainda uma derradeira cartada com a entrada de Gonçalo Peixoto para o meio-campo, enquanto o seu duo mais recuado, no âmbito de um 4x2x3x1, tinha sido revisto por Gustavo Filipe e Ricardo Mendonça. Nada disso funcionou, porque quem marcava era o Belenenses, que chegou ao 3-0 e arrumou aí a questão. Numa réstia de brio, o irrequietismo de Tomás Coelho rendeu grande penalidade que Tiago Martins não soube concretizar.

Alguns destaques individuais, começando pelo Atlético. Gostámos do sucessor de Grilo à baliza, João Tiago. Tirando isso, o extremo Efraim e ponta-de-lança Tomás Coelho confirmaram as boas impressões deixadas na jornada anterior. Quanto ao Belenenses, o avançado Miguel Lopes foi a nossa principal referência. Ainda menções honrosas para o central Nuno Tomás e médios João Diogo e Tiago Fernandes.

Campo nº 2 do Estádio do Restelo, 3 de Junho de 2014, 20:15 horas.
22ª Jornada do Torneio “Lisbon League” (Juniores – 1ª Edição), 2013/2014.
Sob a arbitragem de Luís Fernandes, auxiliado por António Oliveira e Cláudio Franco, as equipas alinharam:
Belenenses: 1- Tomás Corrêa (12- Rafa, ao intervalo); 2- Tomás Silva (13- Renato Gonçalves, ao intervalo), 3- Bruno Sales, 4- Nuno Tomás (16- Bruno Pires, aos 64′) e 5- Daniel Lourenço; 6- João Diogo, 7- Miguel Lopes, 8- Tiago Fernandes e 9- Yussufi Candé (15- Sebastião Castela, aos 64′); 10- João Silva “Jota” (14- Dálcio Gomes, ao intervalo) e 11- Fábio Meirinhos “cap.”. Treinador: José Sousa.
Atlético: 1- João Tiago (12- Bernardo Francisco, ao intervalo); 3- Eli Guedes (15- Ricardo Mendonça, aos 62′), 6- Pedro Ribeiro (10- Gustavo Filipe, aos 72′), 9- Gonçalo Campos (18- Gonçalo Peixoto, aos 72′) e 16- Tiago Martins; 17- Maurício Antunes, 23- Lourenço Lopes, 25- Efraim Mavengo e 33- Diogo Sousa; 48- Tomás Coelho e 94- João Moreira “cap.”. Treinador: Nuno Rolão.
Golos: 1-0, Yussufi Candé (15′); 2-0, Tiago Fernandes (66′. g.p.); 3-0, Bruno Pires (78′).
Acções disciplinares: amarelos para Fábio Meirinhos, Daniel Lourenço e Bruno Sales (Belenenses); João Moreira (Atlético).

Via: Belenenses Jovem

Também poderá gostar Mais do autor

Comentários

A carregar...
Free WordPress Themes
X