Distribuição por associações: AF Porto amplia domínio, centralismo mais vincado

Conhecidas as 42 equipas que vão marcar presença nos campeonatos profissionais do próximo ano, o zerozero.pt partiu para a distribuição geográfica dos clubes por associação, num formato renovado e que faz com que se registem mais quatro equipas do que na temporada que terminou.

Depois da vitória do Vitória de Guimarães B no play-off do Campeonato Nacional de Seniores, frente ao Benfica de Castelo Branco, ficaram confirmados todos os nomes que vão compor os dois principais escalões do futebol português, que são tutelados pela Liga de Clubes.

Analisando as entradas das quatro formações (recorde-se que não desceu nenhuma formação dos campeonatos profissionais para o CNS), fica percetível que as associações mais representadas ficaram ainda mais reforçadas, pois a de Braga recebeu a turma secundária dos vimaranenses, a de Lisboa viu o Oriental subir e a do Porto ficou ampliada com o Boavista e o Freamunde.

​Ao todo, a AF Porto viu o seu estatuto sair reforçado, agora que regista 10 das 42 equipas: FC Porto, Rio Ave, Paços de Ferreira, Penafiel, Boavista, FC Porto B, Desportivo das Aves, Leixões, Trofense e Freamunde. Logo depois surge a AF Lisboa, com oito equipas: Benfica, Sporting, Estoril, Belenenses, Benfica B, Sporting B, Atlético e Oriental. A terceira ‘potência’ nacional é a AF Braga, com seis clubes: SC Braga, Vitória SC, Gil Vicente, Moreirense, SC Braga B, Vitória SC B.

©Sérgio Oliveira

Neste particular das três associações mais representadas (24 dos 42 clubes), nota também para o facto de a AF Lisboa ter perdido o predomínio na Liga ZON Sagres, pois apesar de ter mantido os quatro emblemas (Benfica, Sporting, Estoril e Belenenses), viu a AF Porto passar de três para cinco (Boavista e Penafiel juntam-se a FC Porto, Rio Ave e Paços de Ferreira) e a AF Braga subir de três para quatro (Moreirense acompanha SC Braga, Vitória SC e Gil Vicente).

Abaixo desta espécie de Big Three surgem a AF Aveiro (Arouca, Beira-Mar, Feirense e Oliveirense) e a AF Madeira (Nacional, Marítimo, Marítimo B e União), com quatro clubes representados. A AF Algarve conta com três (Olhanense, Portimonense e Farense), a AF Viseu regista duas (Tondela e Académico de Viseu) e, por fim, existem cinco associações com um representante: AF Setúbal (Vitória FC), AF Coimbra (Académica), AF Vila Real (Chaves), AF Ponta Delgada (Santa Clara) e AF Castelo Branco (Sporting da Covilhã).

Sinal de desnivelamento é ainda o facto de apenas 12 das 20 associações se fazer representar nos dois principais campeonatos em Portugal. As associações de Santarém, Beja, Évora, Leiria, Guarda, Bragança, Vila Real e Viana do Castelo são as que não registam qualquer equipa ao mais alto nível.

Nota: As equipas B foram contabilizadas de forma separada das suas equipas principais, já que, para todos os efeitos, ocupam vagas por mérito desportivo (já que podem descer de divisão, se a classificação assim o designar).

Também poderá gostar Mais do autor

Comentários

A carregar...
Free WordPress Themes
X