Filipe Ferreira entra nos planos de Paulo Bento

Numa altura em que se debate uma eventual renovação na Seleção Nacional – com a intenção de preparar a fase de qualificação para o Campeonato da Europa (2016) –, Paulo Bento tem vindo a observar o defesa-esquerdo Filipe Ferreira, de 23 anos, um dos titulares indiscutíveis desde que chegou ao Belenenses, em 2012/13.


Curiosamente, Filipe Ferreira tem um percurso semelhante ao de Fábio Coentrão, a primeira opção de Paulo Bento para o lado esquerdo da defesa da Seleção, pois começou a jogar como extremo-esquerdo. Só no clube do Restelo é que Filipe foi definitivamente adaptado a lateral, mas no Atlético jogou várias vezes nessa posição, sob a coordenação técnica de João de Deus e António Pereira, este o treinador que o chamou à equipa sénior ainda com idade júnior.

Aprovado

“Nessa altura o Filipe jogava como defesa, médio ou a 10, e fazia as três posições com qualidade, mas sempre vi nele um grande potencial para desempenhar a função de lateral-esquerdo. Aliás, disse ao pai [n.d.r.: José Carlos, ex-Benfica e que chegou à Seleção A] que seria esse o lugar onde ele alcançaria mais notoriedade”, refere António Pereira acerca do internacional sub-21.

No Atlético, Filipe Ferreira “era apenas um jovem com bastante talento”, bem diferente do que é hoje. “Não tenho dúvidas de que tem qualidade para representar a Seleção Nacional. É acima da média, pois tem dos melhores pés esquerdos que já vi”, frisa António Pereira, recordando a sua exibição logo no primeiro encontro pelos seniores do Atlético.

“Foi em Torres Vedras, frente ao Torreense, num jogo decisivo que nos garantiu a permanência na 2.ª Divisão. Ganhámos por 2-1, e o Filipe fez um golo e uma assistência. Depois comecei a chamá-lo com regularidade”, afirma o técnico, que acedeu a apontar os pontos fortes do defesa e onde este poderá melhorar.

PONTOS FORTES

Disciplina tática. “É um jogador que cumpre na íntegra o que o técnico lhe pede. Posiciona-se bem em todas as fases do jogo.”

Forte psicologicamente. “É algo introvertido, pelo menos era assim no Atlético. Empenha-se muito, logo desde os treinos. Tem um grande caráter.”

Pé esquerdo. “Como já disse, é acima da média. Quando sobe, cruza muito bem. Além disso, tem muita técnica.”

PONTOS A MELHORAR

Jogo de cabeça. “É o aspeto que mais tem de trabalhar, até porque, muitas vezes, os laterais têm de fechar ao meio. Ainda assim, não tem um mau jogo de cabeça.”

Bolas paradas. “No Atlético fez alguns golos de bola parada, por isso estranho um pouco ainda não ter marcado no Belenenses. Penso mesmo que ele é um especialista mas, se calhar, agora não tem tantas oportunidades para bater os livres devido à forte concorrência que tem no plantel.”

anuncio
  

O Belenenses faz parte do teu dia a dia?

Junta-te a nós, juntos vamos divulgar mais e melhor o Belenenses!

Candidata-te aqui - https://goo.gl/jfTi3z Ou segue-nos no facebook em CA Notícias

X