CA Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Estoril-Belenenses, 2-1: Golo no fim penaliza ineficácia dos azuis

Um golo nos descontos destruiu por completo as aspirações azuis de obtenção do terceiro lugar na Taça de Honra da AF Lisboa, penalizando também a equipa do Restelo pela ineficácia na finalização.

- Publicidade -

Em jogo disputado, mas nem sempre bem jogado, o equilíbrio imperou, mas foi por via de uma fífia da defesa do Belenenses que Kuca, um reforço muito mexido, fez o primeiro golo. Uma bola perdida a meio-campo isolou o estorilista, que perante a passividade de João Afonso, só teve de ter a calma suficiente para marcar à saída de Filipe Mendes.

Estava feito o primeiro golo, mas não tardou a que se assistisse à reação azul e foi precisamente a partir do momento em que a equipa de Lito Vidigal começou a correr atrás do prejuízo que veio à tona a ineficácia na altura do remate. O maior exemplo aconteceu aos 29 minutos, quando Tiago Caeiro falhou escandalosamente em frente da baliza o empate. Isto após uma boa jogada com passe de Adilson e simulação de Fredy.

Canários a gerir

Em vantagem, José Couceiro viu a sua equipa jogar muito a meio-campo sustendo, por um lado, as iniciativas dos azuis e, por outro, explorando o erro adversário. Sintomático é o facto de os canarinhos só terem efetuado dois remates (apenas o do golo à baliza) durante toda a primeira parte.

No segundo tempo, José Couceiro operou uma revolução e lançou a maior parte dos elementos que transitaram da época anterior. Lito Vidigal só mudou aos 56 minutos e o jogo melhorou de qualidade, sempre com mais ascendente dos azuis, que procuravam o empate. Conseguiram-no através de Deyverson já perto do final. Suspiravam de alívio os adeptos do Restelo, que já tinham visto bastantes ocasiões desperdiçadas de forma flagrante.

Pensava-se nas grandes penalidades, mas nos descontos João Pedro Galvão rematou ao poste e Bruno Lopes fez a recarga para o golo da vitória. O empate podia ajustar-se melhor ao que se passou durante os 90 minutos, mas castiga a inépcia do ataque do Restelo.

X