CA Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Camará estranha-se e depois entranha-se

 “Primeiro estranha-se, mas depois entranha-se…” Pode muito bem ser este o ditado popular que melhor define esta nova aventura de Abel Camará no Belenenses, clube ao qual regressou esta temporada. A sua contratação, já se sabe, gerou muita contestação por parte dos adeptos, que até consideraram o avançado “indigno” de vestir a camisola do Belenenses, por alegadas atitudes deste aquando da sua primeira passagem pelo clube.

O que gerou concórdia foi mesmo o pedido de desculpas do jogador, ao qual os adeptos responderam com aplausos, depois dos assobios… O avançado não passou de vilão a herói, nem mesmo pelo facto de ter feito dois golos na pré-época, mas os elogios começaram então a ouvir-se e, “a posteriori”, a intensificar-se. E isto porquê? Porque o avançado efetuou dois passes para golo na vitória do Belenenses sobre o Penafiel, na 1.ª jornada da Liga, o que faz com que lidere a tabela de assistências “ex aequo” com o benfiquista Gaitán.

Abel Camará nunca revelou ser um avançado goleador, como se constata pelos números registados tanto no Belenenses como no E. Amadora, Beira-Mar ou Petrolul Ploiesti (Roménia). Também por isso, o avançado internacional sub-21 – que costumava jogar no eixo do ataque da equipa – está a atuar no lado direito dos azuis, no esquema de 4x2x3x1 de Lito.

Por ser veloz e dar profundidade ao flanco, Camará tem correspondido ao que o treinador pretende de um jogador que atue nessa posição, pois revela capacidade de rutura, apetência para finalizar e, como se viu no jogo de anteontem, assistir.

Aos 24 anos, e após ultrapassar os problemas da pré-época, o avançado do Belenenses pode muito bem ser um dos jogadores em destaque do campeonato: pelo menos o início é prometedor – que o digam Sturgeon e Deyverson, que marcaram a passe de Abel Camará.

 


X