CA Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Abriu a época de Sturgeon

Esturjão é peixe de glamour. Não fossem as suas ovas aquilo que dá origem ao caviar, um aperitivo de gente rica. Em inglês diz-se “Sturgeon”, justamente o nome do avançado em quem o Belenenses deposita uma enorme confiança. E tal como o marinho, este Sturgeon é igualmente caro. Quem quiser levá-lo de Belém tem de pagar 7,5 milhões de euros, valor aceitável para quem tem um nome tão distinto. Tradicionalmente, a época da pesca destas iguarias estende-se de abril a novembro, mas Sturgeon, de 20 anos, acredita que a sua é mesmo de agosto a… maio, exatamente a duração da temporada 2014/15.


“No ano passado tive de aprender muito. Faltava-me aquela ratice que não vem com o talento de quem quer alinhar na 1.ª Liga. Daí que joguei pouco.Este ano já me sinto mais adaptado e consciente. Estou confiante”, começou por dizer, em conversa exclusiva com Record, o “pirata”.Sim, porque Sturgeon, um autêntico rebelde dentro do campo, podendo alinhar nas alas bem como no centro, faz mesmo lembrar JackSparrow, o famoso pirata das Caraíbas, com direito a brinco e tudo.

Essa rebeldia promete conhecer novo capítulo agora. Lito Vidigal tem apostado nele para jogar atrás do ponta-de-lança, ao contrário da época passada, em que era preferencialmente extremo, e as exibições deixam antever que pode vir a ser esta, de facto, a sua época. “Já estava habituado a jogar ali, mas agora tenho vindo a aperfeiçoar-me. O meu estilo de jogador ‘toca e foge’ funciona no nosso esquema de jogo”, diz Sturgeon, a quem a cláusula “de rico” não assusta nem pressiona.

Minutos

O que falta agora são minutos e golos. A assinatura do contrato com a famosa cláusula só demonstra confiança, pois, na data da celebração do vínculo,a 20 de novembro, Sturgeon ainda nem havia competido um jogo completo na época. O produto do esturjão é caro, mas este, a avaliar pelo que se tem visto, está na melhor época para ser provado. “Podemos conseguir mais do que a permanência.” É esperar.

 


X