em

Belenenses | Mais uma vitória e três pontos no regresso ao Restelo

O Belenenses regressou esta tarde ao Restelo para o primeiro compromisso caseiro da segunda volta, tendo vencido o Trajouce por 2-0, com golos de Francisco Sénica e Ilmo Ferreira, um em cada metade do encontro, em partida da 17ª jornada da Série 2 da I Divisão da AFL, com os azuis a cimentarem a liderança destacada do campeonato fruto do empate concedido pelo Porto Salvo – segundo classificado -, somando agora 49 pontos na tabela – mais catorze do que o Operário Lisboa que ocupa a terceira posição -, num grande percurso da equipa da Cruz de Cristo agora feito de 16 vitórias e um empate, com 70 golos marcados e apenas dez sofridos.

Mais uma vez apoiados na nossa casa por uma falange de apoio ruidosa e entusiasmada, os azuis entraram na partida em busca do golo, que desta vez conseguiram à passagem do terceiro minuto de jogo por intermédio de Francisco Sénica. Vantagem tão rápida deixava antever nas bancadas uma tarde de muitos golos, mas um jogo hoje menos conseguido dos comandados de Nuno Oliveira não permitiu aumentar uma vantagem que se manteve até ao intervalo. Segunda parte no mesmo registo, com o Belenenses a procurar desde o início aumentar a vantagem, mas trapalhão no momento da finalização, não concretizando inúmeras oportunidades de golo. O momento alto da tarde estava reservado para Ilmo Ferreira, que com um extraordinário pontapé, tão fantástico quanto inesperado naquele momento do jogo, aumentou a vantagem dos azuis numa execução perfeita, das que fazem levantar qualquer estádio.

Nas bancadas, destaques para a habitual presença de Vicente Lucas hoje acompanhado pelo Dr. Ramos Lopes, ex-presidente do Belenenses, e também para uma delegação dos responsáveis pela Embaixada do Flamengo em Lisboa – a Fla-Imperial – que deixou a promessa de regressar para futuros jogos desta caminhada da equipa da Cruz de Cristo.

Ao intervalo, no camarote presidencial do Restelo, houve ainda oportunidade para homenagear 27 atletas dos escalões de formação do Belenenses, dos escalões de 2002 a 2013, que receberam das mãos de Vicente, Ramos Lopes e Patrick Morais de Carvalho diplomas resultantes do seu excelente aproveitamento escolar.

Nuno Oliveira fez alteraçoes em relação ao último onze, fazendo alinhar Afonso Nunes; Jojó, André Serra, Alex Figueiredo (Cap.) e Varges; Sénica, Ilmo, Ricardo Viegas, João Santos, Rivaldo e Afonso Alcario. No banco, às ordens da equipa técnica azul, estavam disponíveis Tomás Foles, Miguel Matos, Bonfanti, Benny Ribolhos e Varela.

O Belenenses volta a jogo no próximo domingo, às 15h00, frente ao Carcavelos na deslocação ao Campo da Quinta Nova, mais um compromisso da 18ª jornada rumo ao nosso lugar.

Confira os resultados desta jornada:

Belenenses, 2 – Trajouce, 0Assoc. Torre, 2 – CD Estrela, 3Operário Lisboa, 2 – Linda-a-Velha B, 1Carcavelos, 0 – CDOM-PN, 0Talaíde, 2 – Amavita, 3CD Belas, 0 – SL Olivais, 0Fund. Salesianos, 3 – Malveira da Serra, 0Porto Salvo, 2 – Abóboda, 3

Via

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Salvador Sobral edita o novo álbum “Paris, Lisboa” em Março

Boavista FC

Boavista FC, Golo, Fábio Espinho, 61m, 1-1