CA Notícias
Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Antevisão: Apresentação para lavar as feridas

O Belenenses apresenta-se aos sócios e adeptos com o objectivo de mostrar uma cara lavada da “poeira” que foi a temporada anterior. Para 2017/2018, o emblema da Cruz de Cristo escolheu o Estoril Praia como adversário, num jogo planeado à pressa e que passou a ser de entrada livre. Domingos Paciência começou a pré-temporada com uma ideia de jogo em crescimento, com jogadores com ‘ganas’ e cientes da sua responsabilidade. No entanto, os últimos jogos não deixaram continuar esse progresso nem antevêem coisas muito positivas para os primeiros jogos oficiais da temporada. Este desafio servirá para os apoiantes do Belenenses conhecerem os novos jogadores, equipamentos e, sobretudo, para perceberem se a derrota frente ao Real SC para a Taça da Liga deixou marcas nos lisboetas.


Foi um Estoril de duas caras o da temporada 2016/2017. Se na primeira metade Fabiano Soares e Pedro Carmona conseguiram colocar a permanência dos canarinhos em risco, já perto do fim Pedro Emanuel conseguiu pegar no leme e levar o navio amarelo a bom porto, com bons resultados e muita raça (mais do que bom futebol), muito à sua imagem. Para esta temporada, já com o ex-treinador do Arouca a começar a preparação do plantel, o Estoril tem a ambição renovada. Matheus Oliveira, Diogo Amado, João Afonso e Afonso Taira foram saídas de peso e deixaram alguma mossa na construção da equipa. Porém, a entrada de Lucas Envagelista e Wesley, podem ajudar a minimizar os danos. Assim como a permanência de alguns jogadores importantes, como Gonçalo Brandão (que regressará pela primeira vez a casa desde que saiu), Tocatins, Moreira e, especialmente, André Claro e Kléber. Nesta pré-temporada os estorilistas têm deixado muito boas indicações, com 5 vitórias em 6 jogos, tendo perdido apenas com o Bournemouth.

Do lado dos anfitriões as coisas não estão famosas. Depois de um bom início de pré-temporada, a equipa comandada por Domingo Paciência começou a revelar algumas debilidades, sobretudo na defesa. A entrada de Cleyton, um central que é um ilustre desconhecido do público português, poderá colmatar esses problemas. O brasileiro Roni foi o último a chegar e traz consigo boas credenciais do futebol brasileiro. A apresentação da equipa não deve trazer novidades em termos de entradas, mas talvez existam surpresas no caso das saídas. É certo que o plantel vai encolher, todavia, não é certo que jogadores não farão parte do plantel de Domingos. Adélcio Varela, Mica Pinto, Gonçalo Agrelos e Tiago Caeiro ainda não têm como certa a sua continuidade. Espera-se um Belenenses pronto para limpar as feridas e demonstrar que o percalço frente ao emblema do segundo escalão, não passou de um dia mau.

A data do jogo é discutível, sobretudo depois de já ter havido um jogo oficial. A forma como foi organizado e o adversário escolhido podem ser alvo de análise, convém no entanto perceber que este encontro pode servir de alavanca para uma boa temporada e poderá ser um bom teste para o duelo da próxima segunda-feira dia 7 frente ao Rio Ave.


X